PS e CGTP defendem novo modelo económico que promova crescimento e coesão

| Política

Os secretários gerais do PS e da CGTP defenderam hoje a necessidade de um novo modelo económico e social que promova o crescimento económico e a coesão social e criticaram as medidas de austeridade previstas no Orçamento do Estado para 2013.

No final de uma reunião que durou cerca de hora e meia, António José Seguro e Arménio Carlos, falaram aos jornalistas dos temas abordados no encontro e salientaram as convergências encontradas.

"Existe grande convergência entre nós, a CGTP e a UGT relativamente à necessidade de uma estratégia de crescimento e ao facto de que qualquer sociedade precisa de coesão social", disse o líder socialista.

Seguro, que ao início da tarde teve uma reunião idêntica com a UGT, salientou ainda a convergência relativamente à recusa da receita do empobrecimento como forma de resolução dos problemas do país.

"A receita do empobrecimento não resolve os problemas do país e a austeridade não promove o crescimento económico", disse.

O secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, aproveitou o encontro para defender as funções sociais do Estado e acusou o Governo de as estar a destruir.

"É preciso que os portugueses manifestem a sua opinião sobre isto e a greve geral vai ser o momento oportuno para o fazer", afirmou o sindicalista.

Tópicos:

CGTP Arménio, Seguro Arménio,

A informação mais vista

+ Em Foco

A ONU alerta para um ano de grande instabilidade e de necessidades maiores por parte da população civil.

Em entrevista à Antena 1, o presidente do PS elogia a chamada "geringonça", mas coloca reservas quanto à hipótese de ter BE e PCP num futuro executivo socialista.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.