PSD e CDS vão coligados a eleições legislativas

| Política
PSD e CDS vão coligados a eleições legislativas

foto: EPA/Mário Cruz

"Seria uma contradição" se a atual coligação não se prolongasse para as próximas legislativas, resume Passos Coelho, com Paulo Portas, por sua vez, a falar da "mais credível" das opções de governo para o país.

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, e o presidente do CDS-PP, Paulo Portas, apresentaram este sábado a coligação dos dois partidos às legislativas como a renovação de uma política de prudência que não prejudique "o que já foi feito".

"Estamos a caminhar bem mas é preciso ter cuidado para não prejudicar o que já foi feito. Ser cauteloso nunca fez mal a quem assim procede em tempos de dificuldade", declarou Passos Coelho.

Numa declaração num hotel em Lisboa, onde assinaram um compromisso para uma coligação nas legislativas, Paulo Portas sugeriu aos portugueses "prudência e caldos de galinha com os que prometem ao mesmo tempo subir a despesa e baixar as receitas".

"Baixar o IRS e ao mesmo tempo disparar o défice e a dívida é uma ilusão porque a conta não fecha e os orçamentos, aliás, são verificados em Bruxelas", declarou o líder centrista, numa crítica ao PS.

(com Lusa)

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

É até hoje a mais icónica das aventuras da exploração espacial. Há 50 anos, o Homem chegava à Lua à boleia da NASA. Percorrermos aqui todos os detalhes da missão, dia a dia.

    O programa Artemis, da NASA, tem como objetivo regressar ao satélite natural da Terra e, simultaneamente, preparar a viagem a Marte.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.