Mundial de ralis volta a ter regras da ordem de partida alteradas

| Ralis

Ogier na Filândia
|

A Federação Internacional do Automóvel (FIA) anunciou esta quarta-feira alterações nas regras do Mundial de ralis de 2017, nomeadamente a redução para um dia na obrigação do líder do campeonato abrir o percurso em provas de terra.

O líder do campeonato, que em 2016 foi sempre o francês da Volkswagen Sébastien Ogier, tinha até aqui a responsabilidade de abrir o percurso em dois dias, sexta e sábado, mas, em 2017, isso só acontecerá no primeiro dia.

O tetracampeão mundial de ralis, que procura agora nova equipa para 2017 depois da retirada da Volkswagen, foi uma das vozes mais críticas da medida, por considerar que o prejudicava em demasia.

Em 2017, oito das 13 provas que compões o campeonato são em terra: México, Argentina, Portugal, Itália, Polónia, Finlândia, País de Gales e Austrália.

A informação mais vista

+ Em Foco

Impostos, orçamentos, metas para o próximo ano. A RTP descodifica a proposta de Orçamento do Estado apresentada pelo ministro das Finanças esta sexta-feira.

    Mário Centeno também deixou no ar a ideia de que, na discussão da especialidade do OE2018, seja posto um ponto final nos cortes do subsídio de desemprego.

    João Guerreiro, presidente da comissão que elaborou o relatório sobre Pedrógão Grande, enumera responsabilidades "momentâneas" e "estruturais".

    Os governos espanhol e catalão além de estarem de costas voltadas entrincheiraram-se em narrativas de auto-justificação absolutamente incompatíveis entre si.