Diretor do Programa Nacional para a Diabetes defende que técnicos de ambulância podem dar injeção de glicose

| País
Diretor do Programa Nacional para a Diabetes defende que técnicos de ambulância podem dar injeção de glicose

Foto: Heinz-Peter Bader/Reuters

O diretor do Programa Nacional para a Diabetes da Direção-Geral da Saúde, José Manuel Boavida, considera que qualquer pessoa dar uma injeção de glicose a vítimas de hipoglicemia hipoglicemia sem supervisão médica, o que pode salvar uma vida.

“Neste caso se as ambulâncias são chamadas e se há qualquer pessoa que vá pode administrar sempre que comprova que existe uma baixa de açúcar e comprovar isso é extremamente fácil. Demora quatro segundos uma picadinha no dedo”, refere José Manuel Boavida à Antena 1.

O responsável esclarece que essa injeção pode ser dada enquanto se leva o doente para o hospital “para ver se precisa de um outro cuidado”. “Mas entretanto começou a tratar, diminuiu o impacto da baixa de açúcar e pode ter salvo uma vida. Não penso que seja correto meter a saúde das pessoas no meio de uma discussão que tem toda a razão de ser, que é a preparação e a formação dos técnicos das ambulâncias”, frisa.

Uma ordem judicial faz com que os técnicos de ambulância e emergência estejam impedidos de administrar injeções de glicose a vítimas de hipoglicemia sem supervisão médica. A decisão afeta sobretudo os diabéticos.

O Jornal de Notícias conta esta manhã que a decisão foi tomada na sequência de uma providência cautelar apresentada pela Ordem dos Enfermeiros. Desde dezembro que os profissionais que tripulam a maioria dos meios de emergência médica do INEM estavam autorizados a administrar injeções a estes doentes. Esta suspensão provisória do despacho governamental pode atrasar o tratamento ao doente em pelo menos 20 minutos.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

A RTP, em parceria com o jornal Público, revela o ranking de 2018 das escolas do ensino básico e do secundário. As instituições no topo são privadas.

Um novo livro retoma o pensamento de Agostinho da Silva. O repórter da Antena 1 Mário Galego foi ao lançamento.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.