Hepatologista afirma que médicos do Porto e Coimbra estão proibidos de prescrever medicamentos

| País
Hepatologista afirma que médicos do Porto e Coimbra estão proibidos de prescrever medicamentos

Foto: Sandra Henriques/Antena1

O coordenador do Colégio da Subespecialidade de Hepatologia da Ordem dos Médicos, Rui Tato Marinho, confirma a denúncia do bastonário da Ordem dos Médicos de que em Portugal há clínicos que estão a ser proibidos de prescrever os medicamentos que consideram ser os mais adequados para os seus doentes de hepatite C. Estão impedidos de prescrever estes fármacos os médicos do Centro Hospitalar de Coimbra e do Hospital de São João, no Porto.

Em declarações à Antena1, Rui Tato Marinho, que é também o coordenador da consulta de Gastrenterologia e Hepatologia no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, afirma que há desigualdade geográfica no acesso a estes medicamentos que são caros, mas aumentam em muito as hipóteses de cura da hepatite C.

O Ministério da Saúde promete reagir nas próximas horas em comunicado às declarações do bastonário da Ordem dos Médicos. Num debate promovido pela Ordem dos Médicos na quarta-feira à noite, José Manuel Silva revelou que há clínicos que estão a ser proibidos de prescrever os medicamentos que consideram ser os mais adequados para os seus doentes.

(com Sandra Henriques)

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

A Câmara Municipal de Lisboa está a colocar blocos de betão em passeios de zonas da capital portuguesa com grande fluxo de turistas.

A dois dias das eleições gerais em Angola a coligação CASA-CE, liderada por um dissidente da UNITA, encerrou a campanha eleitoral num grande comício com milhares de jovens em Luanda.

Morreu o ator norte-americano Jerry Lewis, um dos maiores nomes da comédia na Sétima Arte. Tinha 91 anos e morreu em casa em Las Vegas, nos Estados Unidos.

Natalidade, envelhecimento, turismo, agricultura, emigração, pobreza, saúde, desigualdades. A caminho das autárquicas a Antena 1 fixa o país em 20 retratos.