Liga Portuguesa Contra o Cancro aposta em maior humanização dos serviços de apoio

| País
Liga Portuguesa Contra o Cancro aposta em maior humanização dos serviços de apoio

Foto: ipolisboa.min-saude.pt

O novo presidente da Liga Portuguesa Contra o Cancro, Francisco Cavaleiro Ferreira, quer uma maior humanização dos serviços de apoio a quem tem a doença. É um desejo manifestado neste Dia Mundial contra o Cancro.

Neste dia comemoram-se também os cinco anos de existência da Linha Cancro, que apoia doentes, familiares e amigos. Este serviço atende em média cerca de 2 mil chamadas por ano e responde a mais de 800 e-mails, mas quer ir ainda mais longe.

Em 2011 morreram em Portugal mais de 25 mil pessoas com esta doença. Os cancros na laringe, brônquios e pulmão são os que provocam mais mortes em Portugal, seguindo-se o cancro do cólon, do estômago, do tecido linfático e da próstata.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

Várias organizações de defesa dos Direitos Humanos exigem uma investigação rigorosa.

A morte do advogado foi conhecida há dois anos, no Natal, mas existem vários indícios de que a possa ter simulado.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.