Ordem dos Farmacêuticos alerta para eventual problema de saúde pública

| País
Ordem dos Farmacêuticos alerta para eventual problema de saúde pública

Foto: Mike Brown/Reuters

A entidade critica a legislação de agosto por acreditar que quebra o vínculo entre os postos de colheita de análises clínicas e os laboratórios centrais.

Em entrevista ao jornalista da Antena 1 Luís Soares, Ana Teresa Barreto, da direção nacional da Ordem dos Farmacêuticos, alega que há o risco de as amostras que são colhidas num posto poderem ser comercializadas a quem pagar mais.

“Tem que haver um vínculo de segurança, de responsabilidade, que une o posto de colheitas ao laboratório do qual depende para que os utentes saibam a quem pedir responsabilidades dos seus testes analíticos e das suas amostras que são colhidas”, argumenta.

Ana Teresa Barreto acrescenta que “se essa relação for quebrada isto pode in extremis resultar num comércio de amostras a que laboratório pagar mais por elas”. “Pode ser um problema de saúde pública”, frisa.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

O criador dos óculos de realidade virtual está a desenvolver tecnologia que vai transferir jogos de vídeo para os campos de batalha.

Reunimos aqui reportagens sobre as forças de elite portuguesas, emitidas por ocasião dos 100 anos do Armistício que pôs fim à I Guerra Mundial.

    O coração de Lisboa foi palco do maior desfile militar dos últimos 100 anos no país, por ocasião do centenário do Armistício que pôs fim à I Grande Guerra.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.