Bruno de Carvalho critica nomeação de Jorge Ferreira para jogo com Estoril-Praia

| Sporting

Legenda da Imagem
|

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, criticou hoje a nomeação do árbitro bracarense Jorge Ferreira para o jogo de sábado entre os `leões` e o Estoril-Praia, da nona jornada da I Liga de futebol.

"Trata-se do árbitro que, no relatório final do jogo do Bessa, sustentou posições flagrantemente contrastantes com as transcritas pelo Delegado da Liga no seu relatório e que, com essas suas afirmações, agravou a suspensão de 20 dias de que fui alvo e causou o consequente processo que ainda não se encontra encerrado", acusa o dirigente leonino na sua página oficial na rede social Facebook.

Bruno de Carvalho vai mais longe e diz que "uns recebem o castigo de não poder comparecer no campo, outros recebem a distinção de apitar um jogo em Alvalade".

O Sporting, líder da I Liga, com 20 pontos, recebe no sábado o Estoril-Praia, sétimo, com 13 pontos, em jogo com início marcado para as 20:45.

A 26 de setembro, o Sporting empatou na visita ao Boavista (0-0), num jogo após o qual Bruno de Carvalho foi expulso e suspenso provisoriamente por 20 dias, chegando a anunciar que deixaria de ir aos estádios enquanto decorresse o processo.

Nesse encontro, dirigido pelo árbitro portuense Artur Soares Dias, Jorge Ferreira desempenhou as funções de quarto árbitro.

Tópicos:

Alvalade, Estoril Praia, Facebook Bruno, Sporting Bruno,

Pesquise por: Alvalade, Estoril Praia, Facebook Bruno, Sporting Bruno,

A informação mais vista

+ Em Foco

Os dados do sistema de Informação de Fogos Florestais da União Europeia (EFFIS) indicam que só entre os dias 14 e 15 de outubro arderam em Portugal continental cerca de 200 mil hectares.

    Acionar o artigo 155 da Constituição espanhola representa um momento único na História de Espanha. O Governo de Madrid já definiu os setores que quer controlar de imediato.

    Impostos, orçamentos, metas para o próximo ano. A RTP descodifica a proposta de Orçamento do Estado apresentada pelo ministro das Finanças esta sexta-feira.

      Mário Centeno também deixou no ar a ideia de que, na discussão da especialidade do OE2018, seja posto um ponto final nos cortes do subsídio de desemprego.