O Sábio

02 Jan, 2017 | Episódio 1

Partilhar este episódio
Posi�ao Corrente: minutos e segundos
Ir para o Minuto:
Play - O Sábio

O Sábio

02 Jan, 2017 | Episódio 1

Pedro confidência ao monge budista a difícil decisão que acaba de tomar. Passados 20 anos de ter saído de Portugal, irá deixar o templo e regressar.
Manuela prepara-se para a gravação no seu consultório. Ela encara a câmara com um sorriso carismático, convida os telespectadores a adquirirem um conjunto que irá restabelecer o equilíbrio dos seus lares. Despede-se para um curto intervalo, ficando a promessa de voltar dentro de instantes para a Consulta do dia. Manuela pega nas suas cartas de tarot e organiza-as numa determinada ordem, Graça informa-a que já está em linha uma senhora e que entram no ar em 30 segundos.
No clube de pesca, Cremilde põe as mesas para o almoço. Na televisão está a dar o programa da Manuela. Cremilde distrai-se olhando para a televisão. Cremilde acompanha o programa de Manuela, muito atentamente. Fascinada com os seus poderes, tece-lhe os maiores elogios, mas Jacinto, também presente no restaurante, não é da mesma opinião.
António entra no Clube visivelmente irritado, cumprimenta Cremilde e Jacinto. Ao reparar na televisão, condena Cremilde por estar a ver o programa da Manuela e desliga a televisão. Cremilde envergonhada nega estar a ver o programa e vai para a cozinha. António diz que voltaram a aparecer peixes mortos e confidência a Jacinto que não vai ficar de braços cruzados a assistir.
No gabinete da Pecuária, Gil revela a Romão que a morte dos peixes ateou novamente o descontentamento dos pescadores. Romão desconsidera mas perante os argumentos de Gil fica pensativo.
Manuela verifica todos os detalhes na decoração da festa que irá dar nessa noite. Rita chega a casa e questiona a mãe, se a festa de noivado surpresa será boa ideia. Manuela não dá ouvidos. Rita volta a desafiar a mãe, perguntando se convidou o pai de Sofia para estar presente. Manuela, irritada, afirma que tal não foi possível.
No templo budista, o Monge Matsu e Pedro despedem-se.
Carmen para o cavalo junto de Valentim que a ajuda a desmontar. Os dois trocam algumas palavras acerca da colheita e da contratação de pessoal, mas Valentim afasta-se com a chegada de Luís. Carmen pergunta a Luís como correu a entrevista, e este desapontado responde-lhe que Montemor é demasiado pequeno para ele, que talvez fosse melhor regressar para a Escócia. Carmen tece palavras de alento, dizendo que em breve irá arranjar um trabalho e uma namorada.
Sofia comenta com Ricardo que vai ligar a cancelar o jantar dessa noite em casa da sua Mãe, por estar com uma terrível enxaqueca. Ricardo insiste com Sofia para que não faça essa desfeita à sua mãe, e sugere que vá descansar um pouco para que se sinta melhor.
Dulce estranha Sofia chegar a casa tão cedo. Sofia conta-lhe que tem uma festa essa noite em casa da sua mãe. Dulce diz que esteve a fazer arrumações na casa e que separou algumas coisas de Sofia para ela escolher. Mostra-lhe que no meio desses pertences até tem uma carta por abrir. Sofia ao olhar para o envelope fica tensa e dá a indicação a Dulce de que é lixo.
No quartel de bombeiros, Domingos faz exercício, enquanto Arnaldo está tenso. Chega Evelina, desce pelo varão e cumprimenta os colegas de forma animada. Domingos, sério, adverte Evelina que o varão é um instrumento de trabalho e não um divertimento. Arnaldo confidência a Domingos que se pretende inscrever nos Bombeiros, é sobre esse assunto que quer falar com o comandante. Domingos faz-lhe ver que não basta chegar ao quartel e pedir para ser bombeiro, que deve estar disposto a fazer sacrifícios. Chega Raul vindo da rua, ao olhar para Domingos, questiona-o se já tratou do jipe, assunto que o deixa visivelmente irritado. Arnaldo dirige-se a Raul num tom de reverência e expõe a sua intenção de integrar os bombeiros. Soa a sirene dos bombeiros e aparece Evelina diz haver um incêndio na suinicultura. Partem de imediato.
O combate às chamas na pecuária tem início sob as ordens de Raul, que tenta tranquilizar Romão, que está no local e muito ner Pedro Homem acabou de regressar à cidade onde nasceu e onde passou a maior parte da sua vida (Montemor-o-Novo). Mas de onde desapareceu sem deixar rasto e esteve misteriosamente ausente durante 20 anos.
As razões do seu desaparecimento foram sempre alvo de especulação. Pedro era uma figura popular na cidade, conhecido por fazer as pessoas olharem para a vida por outra perspetiva - e com isso gerou milagres que sempre recusou serem da sua responsabilidade. Na verdade, Pedro tem um dom inexplicável: por vezes vê o futuro. Mas as visões do futuro podem ser simultaneamente uma bênção e uma armadilha. Pedro é, aliás, o exemplo disso: quando ainda jovem, vê a sua namorada, Carmen, vestida de noiva num caixão, com um anel de noivado que perceciona ter sido dado por ele. Como se o destino o avisasse que nunca poderiam viver juntos, talvez por sentirem um amor maior que o mundo.
Pedro acaba por se envolver, já jovem adulto, com Manuela, e tem uma filha com ela. Mas vive então momentos tempestuosos e recebe uma séria ameaça de morte. Para sobreviver, tem de abandonar Montemor - perdendo o contacto com a filha de 5 anos, Sofia. Parte sem dizer nada a ninguém porque não conseguiria explicar uma outra visão que marca a sua vida: o coração dele e da filha estão ligados por um laço especial do destino. Se aquela ameaça de morte se cumprisse e ele morresse, a sua filha morreria também.
Porque voltou Pedro agora? Pela filha? Por Carmen? Por ele próprio?
Montemor-o-Novo está diferente, nestes 20 anos muita coisa mudou. Manuela é entretanto uma taróloga famosa. Carmen explora uma quinta de produção biológica. Sofia é farmacêutica.
Mas há coisas que se mantêm: o Clube de pesca onde os velhos amigos de Pedro ainda se reúnem, o quartel de Bombeiros onde estão sempre prontos os soldados da paz mais divertidos do país e a influência subterrânea e maliciosa de Cândida, a chamada ?bruxa do Alentejo? e mãe de Manuela.
O Sábio é uma estória passada numa cidade antiga e sábia, grande o suficiente para guardar muitos segredos que vão agora ser revelados.