Play - O Sábio
ep. 3 40m

Séries Nacionais

10AP

Pedro caminha na direção das muralhas do castelo de Montemor. Pedro questiona-se se poderá um filho aceitar um pai que não compreende. Pedro desperta para as suas lembranças enquanto jovem. Os dois brincam em cumplicidade de pai e filha. Entre brincadeiras trocam promessas de amor, Pedro comove-se. Pedro despede-se da muralha e afasta-se.
Manuela vai ter com Romão e conta-lhe que Pedro está de volta. Romão acha que pode ser uma partida que fizeram a Sofia, mas Manuela conta-lhe que a sua mãe também já tinha sentido. Manuela diz a Romão que vai procurar Pedro para perceber porque está de regresso.
Jacinto alimenta o seu coelho de forma afetuosa. Ao regressar do quintal, sente uma dor e toma de imediato umas cápsulas, comercializadas por Manuela sob a promessa de serem milagrosas. Tocam à porta e Jacinto esconde as cápsulas antes de ir abrir. Jacinto fica muito surpreendido e comovido ao ver Pedro, abraça-o. Jacinto atordoado de felicidade conta a Pedro que achava que o tinha perdido. Pedro por sua vez explica a Jacinto que estes 20 anos que passaram foram um longo caminho, mas que está de volta para onde pertence.
Jacinto e Pedro falam de Sofia. Pedro conta-lhe que foi à farmácia e a reação de Sofia foi negativa. Jacinto relembra Pedro de que ela teve de crescer sem a sua companhia.
Sofia conversa com Dulce acerca daquela que considera ser a semana mais estranha da sua vida. Mal Dulce sai, Sofia remexe no saco do lixo e procura a carta de Pedro, pois no gesto de raiva deitou fora a carta que terá guardado há muito tempo. Ao encontrá-la, enche-se de coragem e começa a ler e percebe que o pai expos os seus profundos sentimentos por ela e sem pormenores descreve a sua ausência como inevitável. Sofia comovida e, com expressão de dor, fica pensativa.
Luís espreita o perfil de Sofia nas redes sociais, mais propriamente as suas fotografias. Carmen entra no seu quarto e Luís fecha abruptamente o seu computador. Carmen e Luís voltam ao tema Escócia. Luís explica que Montemor ainda nem ouviu falar em sustentabilidade ambiental. Carmen relembra Luís que pode começar por explorar a pequena herdade que tem, que esse poderia ser um ponto de partida. Luís não dá ouvidos.
Chega Romão ao café acompanhado por outro cliente. Romão cumprimenta Raul e pede-lhe para que Valentim altere o seu relatório sobre o incidente na Pecuária. Raul não promete, mas acaba por dizer a Romão que irá falar com o Valentim.
Valentim entrega a documentação necessária para que Arnaldo se possa inscrever nos Bombeiros. Porém informa-o que tem de entregar um atestado médico. Para esse efeito informa-o de que poderá fazer consulta com o Doutor Jorge, mas Arnaldo diz não o querer incomodar, que irá solicitar o atestado a um amigo seu. Arnaldo despede-se de Valentim muito motivado. Entram Evelina e Domingos que cumprimentam Arnaldo. Evelina ao saber da sua inscrição dá-lhe os parabéns, enquanto Domingos faz troça de Arnaldo. Valentim informa Domingos que será ele que ficará encarregue de o acompanhar. Evelina propõe a Valentim realizarem uma festa no quartel para a angariação de fundos. Valentim mostra-se reticente, mas perante o entusiasmo de Evelina, Domingos e Arnaldo, promete pensar melhor acerca do assunto. Valentim muda de assunto e pede para que seja afixado no quartel a carta de Louvor do primeiro-ministro pelo combate ao incêndio na pecuária. Evelina, Domingos e Arnaldo ficam felizes com a notícia. Valentim repreende Arnaldo por ainda não ter devolvido o porco à pecuária, e ordena-lhe que o faça de imediato, mas Arnaldo que já estava bastante familiarizado com o porco, fica triste e sai.
Carmen conversa com Felícia enquanto esta limpa a casa. Carmen está preocupada com a possibilidade do seu filho Luís regressar para a Escócia, mas Felícia aconselha-a a aceitar que os filhos precisam de voar. Carmem denota algum nervosismo em Felícia, que acaba por lhe confessar o motivo: Pedro Homem está de regresso. Carmem fica nervosa, mas

duração total 40m
posição atual:
ir para o minuto:

episódios disponíveis