O Sábio

14 Fev, 2017 | Episódio 31

Partilhar este episódio
Posi�ao Corrente: minutos e segundos
Ir para o Minuto:
Play - O Sábio

O Sábio

14 Fev, 2017 | Episódio 31

Rita vai ter com Sofia à farmácia, para saber se a irmã está bem. Sofia conta-lhe que se chateou com a Mãe por causa de ter terminado o namoro com o Ricardo. Rita dá força à irmã, diz-lhe que gosta de Luís e que o acha giro. Sofia mostra-se feliz por estar com ele.

Manuela vai ter com Carmen à herdade, apesar do seu estado adoentado. Manuela vai dizer-lhe que quer que Luís se afaste da sua filha Sofia. Carmen responde-lhe que apesar de não lhe agradar a proximidade, que ambas poderiam vir a sofrer caso elas intervenham. Carmen entende que os dois são crescidos e responsáveis pelas suas escolhas. Manuela fica furiosa por não conseguir uma aliança com Carmen e promete que fará de tudo para os separar.

Pedro não consegue perceber porque é que apesar de saber que não podem ficar juntos, sente que ele e Carmen pertencem um ao outro, pelo que pede ao universo que lhe dê força para lhe resistir.

Carmen vai ter com o filho e conta-lhe que a Manuela esteve lá em casa e queria estabelecer uma aliança com ela para os separarem. Luís fica estupefacto com a situação. Carmen confessa que já esperava que Manuela não fosse apadrinhar esta relação e que ela espera que Sofia não o faça sofrer. Luís mostra o projeto que tem para a herdade e diz a sua mãe que vai estar ao seu lado.

Rita mostra a Sofia uma fotografia de João, conta-lhe que está interessada nele, mas que ainda não saiu com ele. Rita queixa-se da falta de liberdade que os pais lhe dão. Sofia atende a chamada de sua mãe e aceita ir lá a casa mais tarde, a pedido de Rita.

Adelaide vai com Cândida visitar Pedro, e percorrem a oficina sem o encontrar. Adelaide diz a sua mãe que acha que está apaixonada por ele. Adelaide fica atónita por Cândida aceitar os seus sentimentos e a considerar adulta para poder tomar as suas próprias decisões.

Carmen está visivelmente fragilizada pela constipação. Luís e Felícia assistem ao seu mal-estar até que decidem ligar ao médico porque Carmen está novamente com muita febre.
Jorge recebe a chamada de Luís e diz-lhe que vai já para a herdade. Jorge despede-se de Evelina e prepara-se para abandonar o quartel, quando a Bombeira o convida para frequentar com ela as aulas de dança de Dulce. O médico agradece-lhe, mas rejeita o convite dizendo não ter jeito nem tempo.

Valentim reúne toda a corporação para lhes agradecer a dedicação demostrada durante o temporal, e confessa-se orgulhoso do trabalho de equipa. Quando o Comandante ouve uns barulhos estranhos descobre que existe uma nova mascote no quartel. Valentim percebe que a intenção é boa, mas avisa que se causar problemas, vai embora.
Romão contacta Sandra, que está zangada com ele, porque nem lhe ligou a saber se estava bem apesar da tempestade. Romão desculpa-se, dizendo que teve muitos problemas com os porcos e pede-lhe para se encontrarem no dia seguinte.

Manuela volta a abordar o assunto com Sofia, diz-lhe que tem todos os motivos para estar zangada com ela e que esteve em casa de Carmen e que ela também é da opinião de que não deviam estar juntos e que fará tudo para os separar.
Sofia diz-lhe que não precisa da proteção da mãe, e acrescenta que não sabe se o que está a fazer é um erro, mas sente que tem de o fazer. Manuela diz-lhe em tom de ofensa que ela às vezes se parece com o pai, mas Sofia diz-lhe que não se sente ofendida. Adelaide entra na discussão e pede a Manuela que as deixe viver a vida em paz. A discussão entre as irmãs torna-se cada vez mais acesa e Adelaide, em frente às sobrinhas, culpa Manuela e Cândida de lhe terem roubado a possibilidade de ser feliz e de ter a sua família. Adelaide conta que lhe fizeram um aborto quando esteve grávida. Manuela confessa ser capaz de tudo para as proteger. Rita e Sofia ficam em choque e acompanham a tia ao quarto. Pedro Homem acabou de regressar à cidade onde nasceu e onde passou a maior parte da sua vida (Montemor-o-Novo). Mas de onde desapareceu sem deixar rasto e esteve misteriosamente ausente durante 20 anos.
As razões do seu desaparecimento foram sempre alvo de especulação. Pedro era uma figura popular na cidade, conhecido por fazer as pessoas olharem para a vida por outra perspetiva - e com isso gerou milagres que sempre recusou serem da sua responsabilidade. Na verdade, Pedro tem um dom inexplicável: por vezes vê o futuro. Mas as visões do futuro podem ser simultaneamente uma bênção e uma armadilha. Pedro é, aliás, o exemplo disso: quando ainda jovem, vê a sua namorada, Carmen, vestida de noiva num caixão, com um anel de noivado que perceciona ter sido dado por ele. Como se o destino o avisasse que nunca poderiam viver juntos, talvez por sentirem um amor maior que o mundo.
Pedro acaba por se envolver, já jovem adulto, com Manuela, e tem uma filha com ela. Mas vive então momentos tempestuosos e recebe uma séria ameaça de morte. Para sobreviver, tem de abandonar Montemor - perdendo o contacto com a filha de 5 anos, Sofia. Parte sem dizer nada a ninguém porque não conseguiria explicar uma outra visão que marca a sua vida: o coração dele e da filha estão ligados por um laço especial do destino. Se aquela ameaça de morte se cumprisse e ele morresse, a sua filha morreria também.
Porque voltou Pedro agora? Pela filha? Por Carmen? Por ele próprio?
Montemor-o-Novo está diferente, nestes 20 anos muita coisa mudou. Manuela é entretanto uma taróloga famosa. Carmen explora uma quinta de produção biológica. Sofia é farmacêutica.
Mas há coisas que se mantêm: o Clube de pesca onde os velhos amigos de Pedro ainda se reúnem, o quartel de Bombeiros onde estão sempre prontos os soldados da paz mais divertidos do país e a influência subterrânea e maliciosa de Cândida, a chamada ?bruxa do Alentejo? e mãe de Manuela.
O Sábio é uma estória passada numa cidade antiga e sábia, grande o suficiente para guardar muitos segredos que vão agora ser revelados.