O Sábio

14 Abr, 2017 | Episódio 74

Partilhar este episódio
Posi�ao Corrente: minutos e segundos
Ir para o Minuto:
Play - O Sábio

O Sábio

14 Abr, 2017 | Epis�dio 74

Dulce dá início a mais uma aula de dança, mas para surpresa de todos, apresenta um professor convidado, Marco, que irá ensinar a dança do ventre. Entretanto chega Gil e a sua reação é desagradável para com o Marco, que lhe tenta mostrar como se faz um movimento. Dulce fica incomodada. Arnaldo apercebe-se e voluntaria-se a fazer o exercício e para impressionar Dulce, mas dá um jeito no pescoço e fica paralisado.
Graça comenta com Manuela que se sente desconfortável com a aldrabice do milagre. Manuela desvaloriza os problemas de consciência de Graça.
Gil conta a Romão que Pedro está a elaborar um documento para dar a conhecer a toda a população os efeitos nefastos de uma mina de cobre. Romão fica furioso.
Evelina conversa com Arnaldo quando chega Dulce. Ela pede para falar a sós com ele. Agradece a participação de Arnaldo na sua aula, comenta que a sua atitude foi muito importante para o grupo. Dá-lhe um beijinho e Arnaldo fica bem do pescoço e muito feliz.
João vai visitar Rita, a Avó Cândida não lhes dá muito espaço. A dada altura Rita ausenta-se do quarto e João repara no telemóvel dela. Não resiste e vê uma troca de mensagens de Rita e Gustavo. João fica furioso e sai.
Pedro vai ter com António e entrega-lhe o seu manifesto e pede-lhe que o ajude a entregar às pessoas. António propõe fazerem algo mais bombástico, mas ele defende que por agora, é quanto basta.
Raúl convoca todos os bombeiros e comunica-lhes que no dia seguinte o Comandante Valentim irá estar de volta.
Graça conversa com Telmo, pois sente muitos remorsos com o que aconteceu com a criança. Telmo compreende e também não se encontra confortável, mas está consciente de que nada podem fazer.
Cândida receia que Adelaide provoque algum acidente ou incendio, porque a viu com livro de culinária nas mãos. Manuela desvaloriza.
Valentim comenta com Carmen que no dia seguinte vai voltar ao quartel. Receia que seja por pouco tempo, pois se Romão ganhar irá afastá-lo. Carmen comenta que António quer convocar nova reunião contra Romão. Valentim conta-lhe que foi Pedro quem escreveu o manifesto, Carmen pede-lhe para a deixar ler.
Romão vai visitar Pedro e ordena-lhe que o deixe em paz. Apanha Pedro num dia de grande dor de cabeça. Pedro disfarça a sua fraqueza e não se mostra intimidado com a postura de Romão. A dada altura Romão empurra Pedro que tem dificuldade em erguer-se, Romão sai. Pedro volta a ter uma tontura, desequilibra-se e cai desamparado, começa a ter convulsões e perde a consciência.
Pedro Homem acabou de regressar à cidade onde nasceu e onde passou a maior parte da sua vida (Montemor-o-Novo). Mas de onde desapareceu sem deixar rasto e esteve misteriosamente ausente durante 20 anos.
As razões do seu desaparecimento foram sempre alvo de especulação. Pedro era uma figura popular na cidade, conhecido por fazer as pessoas olharem para a vida por outra perspetiva - e com isso gerou milagres que sempre recusou serem da sua responsabilidade. Na verdade, Pedro tem um dom inexplicável: por vezes vê o futuro. Mas as visões do futuro podem ser simultaneamente uma bênção e uma armadilha. Pedro é, aliás, o exemplo disso: quando ainda jovem, vê a sua namorada, Carmen, vestida de noiva num caixão, com um anel de noivado que perceciona ter sido dado por ele. Como se o destino o avisasse que nunca poderiam viver juntos, talvez por sentirem um amor maior que o mundo.
Pedro acaba por se envolver, já jovem adulto, com Manuela, e tem uma filha com ela. Mas vive então momentos tempestuosos e recebe uma séria ameaça de morte. Para sobreviver, tem de abandonar Montemor - perdendo o contacto com a filha de 5 anos, Sofia. Parte sem dizer nada a ninguém porque não conseguiria explicar uma outra visão que marca a sua vida: o coração dele e da filha estão ligados por um laço especial do destino. Se aquela ameaça de morte se cumprisse e ele morresse, a sua filha morreria também.
Porque voltou Pedro agora? Pela filha? Por Carmen? Por ele próprio?
Montemor-o-Novo está diferente, nestes 20 anos muita coisa mudou. Manuela é entretanto uma taróloga famosa. Carmen explora uma quinta de produção biológica. Sofia é farmacêutica.
Mas há coisas que se mantêm: o Clube de pesca onde os velhos amigos de Pedro ainda se reúnem, o quartel de Bombeiros onde estão sempre prontos os soldados da paz mais divertidos do país e a influência subterrânea e maliciosa de Cândida, a chamada ?bruxa do Alentejo? e mãe de Manuela.
O Sábio é uma estória passada numa cidade antiga e sábia, grande o suficiente para guardar muitos segredos que vão agora ser revelados.