O Sábio

01 Nov, 2017 | Episódio 203

Partilhar este episódio
Posi�ao Corrente: minutos e segundos
Ir para o Minuto:
Play - O Sábio

O Sábio

01 Nov, 2017 | Episódio 203

António observa o esforço de João com as canadianas e elogia a sua determinação. António avisa Rogério de que não quer confusões no Clube. Vicente aparece e diz a Rogério que resolveu reconsiderar e aceita um último jogo, porém alerta-o que ele precisa de ganhar o suficiente para lhe pagar o que resta da dívida, caso contrário, vai enterrar-se num buraco do qual dificilmente conseguirá sair. Rogério aceita ir a jogo.
Dulce, Arnaldo, Evelina e Domingos estão a conversar sobre o boato que passaram a Gil. Romão aproxima-se, eles acham que os vai abordar sobre o boato, mas para surpresa de todos, ele diz-lhes que decidiu não consultar a assembleia de sócios para as alterações que pretende fazer no quartel. Arnaldo ameaça-o de que podem vir a acontecer eleições antecipadas e uma nova lista para a direção.
Rogério volta a perder e pede dinheiro emprestado a André para continuar, mas ele recusa.
António e Cremilde estão atentos ao grupo e a dada altura António levanta-se e vai até à mesa deles e ameaça-os de que para a próxima chama a GNR. Vicente e os amigos saem e Rogério está desesperado.
Mariana, muito alarmada, diz a Luís de que têm um problema na pecuária e os leitões estão a morrer. Luís sai a correr para ir falar com o veterinário.
Raúl em conversa com o filho, tenta perceber se a ex-mulher tem algum namorado, mas Gabriel diz ao pai que não fala sobre a vida da mãe. Gabriel pergunta ao pai como vão os seus negócios e ele diz-lhe que está prestes a abrir uma empresa de segurança. Gabriel alerta-o para os esquemas de Romão. Raúl admira Alzira, mas ela ignora-o.
Carmen fica a saber que alguém envenenou os leitões. Carmen pede a Felícia que caso precisem dela lhe liguem para o telemóvel, porque ela vai ter com Luís à pecuária. Arnaldo, Domingos e Evelina estão a equipar-se para irem dar apoio à pecuária e comentam com estranheza o facto. Gil aparece e diz-lhes que não tem boa relação com Luís por isso preferia ficar no quartel. Evelina concorda e Arnaldo diz-lhe que também não quer ir assistir ao "leitaocídio". Arnaldo fica a orientar o estagiário no quartel.
Pedro vai ter com Sofia e ambos se mostram arrependidos pelos seus comportamentos no restaurante. Pedro lamenta que Sofia esteja a tentar esquecer Luís com André e aconselha-a a seguir o seu coração. Sofia diz-lhe que não quer que questionem a sua relação com André e Pedro promete-lhe não voltar a falar mais nesse assunto.
Raúl vai confrontar Romão para saber se foi ele que envenenou os leitões. Ele mente dizendo que não e desvia o assunto para a empresa de segurança, pede a Raúl que vá arrendar um edifício que ele encontrou que é perfeito para as instalações. Júlia conta a Sofia que os leitões de Luís morreram, considera que ele não sabe gerir a pecuária como faria o seu filho. Sofia diz-lhe que Raúl também não percebe do assunto, a única diferença é que ele teria o Romão a tratar do assunto. Júlia pede a Sofia que faça Romão desistir do ginásio porque ela precisa muito das consultas do Dr. Jorge. Sofia promete-lhe que irá tentar. Cândida acusa Romão de ter envenenado os porcos, ele nega. Luís vai a casa de Romão e acusa-o de ter morto os seus animais e avisa-o que a Polícia já está a tratar do assunto.
Sandra conta a Evelina e Dulce que Rogério está cada vez mais estranho. Nesse dia acordou com ele a chorar, mas não lhe disse o motivo desculpou-se com o cansaço. As amigas aconselham-na a confrontar o namorado e terem uma conversa séria.
Madalena cruza-se com André e aconselha-o a regressar ao Porto. Diz-lhe que a missão dele em Montemor acabou, que ele já escreveu o livro. André fica perplexo.
Pedro Homem acabou de regressar à cidade onde nasceu e onde passou a maior parte da sua vida (Montemor-o-Novo). Mas de onde desapareceu sem deixar rasto e esteve misteriosamente ausente durante 20 anos.
As razões do seu desaparecimento foram sempre alvo de especulação. Pedro era uma figura popular na cidade, conhecido por fazer as pessoas olharem para a vida por outra perspetiva - e com isso gerou milagres que sempre recusou serem da sua responsabilidade. Na verdade, Pedro tem um dom inexplicável: por vezes vê o futuro. Mas as visões do futuro podem ser simultaneamente uma bênção e uma armadilha. Pedro é, aliás, o exemplo disso: quando ainda jovem, vê a sua namorada, Carmen, vestida de noiva num caixão, com um anel de noivado que perceciona ter sido dado por ele. Como se o destino o avisasse que nunca poderiam viver juntos, talvez por sentirem um amor maior que o mundo.
Pedro acaba por se envolver, já jovem adulto, com Manuela, e tem uma filha com ela. Mas vive então momentos tempestuosos e recebe uma séria ameaça de morte. Para sobreviver, tem de abandonar Montemor - perdendo o contacto com a filha de 5 anos, Sofia. Parte sem dizer nada a ninguém porque não conseguiria explicar uma outra visão que marca a sua vida: o coração dele e da filha estão ligados por um laço especial do destino. Se aquela ameaça de morte se cumprisse e ele morresse, a sua filha morreria também.
Porque voltou Pedro agora? Pela filha? Por Carmen? Por ele próprio?
Montemor-o-Novo está diferente, nestes 20 anos muita coisa mudou. Manuela é entretanto uma taróloga famosa. Carmen explora uma quinta de produção biológica. Sofia é farmacêutica.
Mas há coisas que se mantêm: o Clube de pesca onde os velhos amigos de Pedro ainda se reúnem, o quartel de Bombeiros onde estão sempre prontos os soldados da paz mais divertidos do país e a influência subterrânea e maliciosa de Cândida, a chamada ?bruxa do Alentejo? e mãe de Manuela.
O Sábio é uma estória passada numa cidade antiga e sábia, grande o suficiente para guardar muitos segredos que vão agora ser revelados.