O Sábio

29 Nov, 2017 | Episódio 214

Partilhar este episódio
Posi�ao Corrente: minutos e segundos
Ir para o Minuto:
Play - O Sábio

O Sábio

29 Nov, 2017 | Episódio 214

Telmo queixa-se a Cândida por estar a ser incomodado pelos jornalistas devido à sua reação no programa. Cândida aconselha-o a dar valor a Madalena. Madalena entra na sala da herdade de muletas. Carmen esclarece que a discussão que ouviu nada teve a ver com ela, mas com um trabalhador que está com problemas. Felícia está desolada com Rogério por este ter vendido os brincos de Carmen no jogo. Ainda sugere que este os tente recuperar mas Rogério acha pouco provável. Assim, exige-lhe que trabalhe o máximo para recuperar tudo e pagar a Carmen.
André vai à farmácia para convidar Sofia para irem jantar a Évora mas esta e rejeita o convite, o que o deixa desconfiado. Jorge muda o curativo a Gil, o qual partilha que já foi à polícia dizer que não foi Pedro quem o esfaqueou. No entanto, não revela a verdade. Quer regressar rapidamente ao trabalho mas Jorge aconselha-o a descansar mais uns dias. No castelo, Pedro faz uma meditação quando vê Carmen ao longe a passear. Noutro lado está Madalena com uma arma apontada a Carmen. Pedro pressente que algo não está bem e corre na direção de Carmen impedindo assim o tiro de Madalena.
Na herdade, Felícia recrimina a presença de Cândida. Quando Madalena aparece agradece a visita e afirma que ela tem sido como uma mãe para ela. Cândida avisa-a para ter cuidado com as pessoas à sua volta. Por sua vez, Madalena comenta que Carmen tem muita sorte e Cândida explica que existe uma maldição sobre Carmen, se esta se juntar com Pedro, morrerá. Carmen interrompe-as e quase expulsa Cândida e estranha que Madalena se dê com ela.
No restaurante, Raúl estranha ver Júlia com um tablet e Alzira sorri ao ouvi-la dizer que já tem não sei quantos amigos numa rede social. Carmen comemora com António e Valentim a vitória. Estes felicitam-na e Valentim fica surpreendido ao saber que Carmen não vai despedir Rogério. Quando Pedro aparece para se juntar à comemoração Valentim fica incomodado e apressa-se a sair.
Quando Sofia está a fechar a farmácia, Luís surpreende-a e beijam-se apaixonados. Não vão conseguir esconder que estão juntos por muito mais tempo. Sofia tem de contar a verdade a André e Luís a Mariana. No restaurante, André recorda o momento em que viu Luís e Sofia aos beijos e, tenso, liga a Mariana a contar tudo.

Pedro Homem acabou de regressar à cidade onde nasceu e onde passou a maior parte da sua vida (Montemor-o-Novo). Mas de onde desapareceu sem deixar rasto e esteve misteriosamente ausente durante 20 anos.
As razões do seu desaparecimento foram sempre alvo de especulação. Pedro era uma figura popular na cidade, conhecido por fazer as pessoas olharem para a vida por outra perspetiva - e com isso gerou milagres que sempre recusou serem da sua responsabilidade. Na verdade, Pedro tem um dom inexplicável: por vezes vê o futuro. Mas as visões do futuro podem ser simultaneamente uma bênção e uma armadilha. Pedro é, aliás, o exemplo disso: quando ainda jovem, vê a sua namorada, Carmen, vestida de noiva num caixão, com um anel de noivado que perceciona ter sido dado por ele. Como se o destino o avisasse que nunca poderiam viver juntos, talvez por sentirem um amor maior que o mundo.
Pedro acaba por se envolver, já jovem adulto, com Manuela, e tem uma filha com ela. Mas vive então momentos tempestuosos e recebe uma séria ameaça de morte. Para sobreviver, tem de abandonar Montemor - perdendo o contacto com a filha de 5 anos, Sofia. Parte sem dizer nada a ninguém porque não conseguiria explicar uma outra visão que marca a sua vida: o coração dele e da filha estão ligados por um laço especial do destino. Se aquela ameaça de morte se cumprisse e ele morresse, a sua filha morreria também.
Porque voltou Pedro agora? Pela filha? Por Carmen? Por ele próprio?
Montemor-o-Novo está diferente, nestes 20 anos muita coisa mudou. Manuela é entretanto uma taróloga famosa. Carmen explora uma quinta de produção biológica. Sofia é farmacêutica.
Mas há coisas que se mantêm: o Clube de pesca onde os velhos amigos de Pedro ainda se reúnem, o quartel de Bombeiros onde estão sempre prontos os soldados da paz mais divertidos do país e a influência subterrânea e maliciosa de Cândida, a chamada ?bruxa do Alentejo? e mãe de Manuela.
O Sábio é uma estória passada numa cidade antiga e sábia, grande o suficiente para guardar muitos segredos que vão agora ser revelados.