O Sábio

06 Jun, 2018 | Episódio 298

Partilhar este episódio
Posição Corrente: minutos e segundos
Ir para o Minuto:
Play - O Sábio

O Sábio

06 Jun, 2018 | Episódio 298

Rita continua a acreditar na inocência do pai. Por sua vez, Cândida afirma que, conhecendo como conhece Romão, faz sentido que tenha sido ele a matar Madalena. No restaurante, Jorge conta a Raul o que aconteceu com Romão. Raul fica surpreso ao saber que o seu ex-amigo foi preso. A inspetora da PJ vai à herdade e põe Carmen, Luís e Pedro ao corrente de tudo o que aconteceu a Madalena. Explica que ela era uma assassina procurada pela Interpol e que foi ela quem tentou matar Carmen. Partilha também com eles que encontraram a arma que matou André e o dinheiro do assalto a Romão. A inspetora acha que Romão a matou depois de descobrir que ela o roubou. Ninguém consegue explicar porque Madalena tentou matar Carmen. Domingos entre no quartel dos bombeiros e vê todos desmaiados. E não percebe o que se passa. Quando se dá conta, quer aproveitar a oportunidade para ser considerado o bombeiro do ano. Demora tempo demais a colocar a máscara e começa a perder a força e deixa-se cair até desmaiar. A sorte é que Arnaldo chega e sente o cheiro. Salva-os a todos. No clube de pesca, Cremilde diz que Rita vai sofrer por causa de Romão ter sido preso. Gil acha que ela deve ser acompanhada para não ter uma depressão. Nesse momento, ouvem a sirene dos bombeiros e Gil sai a correr. Quando chega ao quartel, Gil encontra Arnaldo, de máscara, a tentar levar Evelina para a rua. Gil dá-lhe uma grande ajuda. Carmen diz a Pedro que está tudo a acontecer no momento certo é que agora é o momento deles. Pedro afirma que gosta ainda mais da mulher em que ela se tornou. Beijam-se. Raul elogia o gesto de bravura de Arnaldo e diz-lhe que pretende recomendá-lo para receber um louvor por bravura. Arnaldo fica comovido e muito orgulhoso, enquanto Domingos se sente mal por não ter o mesmo reconhecimento. Felícia fica emocionada ao ver Carmen vestida de noiva. Carmen diz-lhe que é um dia muito feliz. Felícia não quer que Pedro a veja para não dar azar, mas não consegue evitar. Este fica deslumbrado e ela também não desvia o olhar dele, como se mais nada existisse. Jorge leva Pedro dali e Luís elogia a mãe. Carmen ouve-o emocionada e feliz. Rita está de saída para ir visitar Romão à prisão e conta a Cândida que o pai já não tem dinheiro nenhum porque o contato que tinha na Suíça lhe roubou tudo. Depois de a neta sair, Cândida atende uma chamada de Manuela e conta-lhe que Pedro vai mesmo casar com Carmen e não há nada que ela possa fazer para o evitar. Carmen segue de carro para a igreja, onde Pedro a espera muito nervoso. Jorge tenta-o descontrair. Um ciclista atravessa-se à frente do carro em que Carmen segue e o motorista não consegue controlar o carro. Pedro tem uma visão. Começa a correr para a estrada e Jorge vai atrás dele. Luís e Sofia ficam preocupados. O carro de Carmen capotou e ela foi projetada e está caída no chão, ensanguentada. O motorista também está inconsciente. Pedro aproxima-se a correr e fica desesperado ao vê-la naquele estado. Jorge apressa-se a verificar os sinais vitais. Pedro Homem acabou de regressar à cidade onde nasceu e onde passou a maior parte da sua vida (Montemor-o-Novo). Mas de onde desapareceu sem deixar rasto e esteve misteriosamente ausente durante 20 anos.
As razões do seu desaparecimento foram sempre alvo de especulação. Pedro era uma figura popular na cidade, conhecido por fazer as pessoas olharem para a vida por outra perspetiva - e com isso gerou milagres que sempre recusou serem da sua responsabilidade. Na verdade, Pedro tem um dom inexplicável: por vezes vê o futuro. Mas as visões do futuro podem ser simultaneamente uma bênção e uma armadilha. Pedro é, aliás, o exemplo disso: quando ainda jovem, vê a sua namorada, Carmen, vestida de noiva num caixão, com um anel de noivado que perceciona ter sido dado por ele. Como se o destino o avisasse que nunca poderiam viver juntos, talvez por sentirem um amor maior que o mundo.
Pedro acaba por se envolver, já jovem adulto, com Manuela, e tem uma filha com ela. Mas vive então momentos tempestuosos e recebe uma séria ameaça de morte. Para sobreviver, tem de abandonar Montemor - perdendo o contacto com a filha de 5 anos, Sofia. Parte sem dizer nada a ninguém porque não conseguiria explicar uma outra visão que marca a sua vida: o coração dele e da filha estão ligados por um laço especial do destino. Se aquela ameaça de morte se cumprisse e ele morresse, a sua filha morreria também.
Porque voltou Pedro agora? Pela filha? Por Carmen? Por ele próprio?
Montemor-o-Novo está diferente, nestes 20 anos muita coisa mudou. Manuela é entretanto uma taróloga famosa. Carmen explora uma quinta de produção biológica. Sofia é farmacêutica.
Mas há coisas que se mantêm: o Clube de pesca onde os velhos amigos de Pedro ainda se reúnem, o quartel de Bombeiros onde estão sempre prontos os soldados da paz mais divertidos do país e a influência subterrânea e maliciosa de Cândida, a chamada ?bruxa do Alentejo? e mãe de Manuela.
O Sábio é uma estória passada numa cidade antiga e sábia, grande o suficiente para guardar muitos segredos que vão agora ser revelados.