Visita Guiada (VII)

Palácio da Vila de Sintra, Sala dos Brasões | 05 Jun, 2017 | Episódio 10

Partilhar este episódio
Posi�ao Corrente: minutos e segundos
Ir para o Minuto:
Play - Visita Guiada

Visita Guiada (VII)

Palácio da Vila de Sintra, Sala dos Brasões | 05 Jun, 2017 | Episódio 10

Mandado erguer pelo Rei D. Dinis há 700 anos, o Palácio da Vila foi sendo atualizado e acrescentado por sucessivos reis. Encomendada por D. Manuel I no séc. XV, a Sala dos Brasões é a peça mais impressionante deste singularíssimo palácio real. Mas aquilo que nesta sala parece ser um excecional programa decorativo é na verdade um milimétrico programa político: a Sala dos Brasões do Palácio da Vila de Sintra é a imagem perfeita da centralização do poder do rei que D. Manuel fixa inequivocamente. Ao contrário do que acontecera com os seus antecessores na Idade Média, D. Manuel I já não era um par entre iguais, mas um rei absoluto, acima de todos os outros homens e de quem imanava toda a luz e todo o poder.
O lugar que cada uma das 72 famílias nobres aqui representadas ocupava na hierarquia da corte está expresso na colocação das respetivas armas ou emblemas no teto da Sala dos Brasões. Especialista em Heráldica, o historiador Miguel Metelo Seixas traduz para nós o que significam muitos dos símbolos inscritos nesta sala, explica a lógica da heráldica e prova que esta é uma forma de comunicação que continua ativa e muito eficaz nos nossos dias.
O Visita Guiada é um programa de rádio e televisão sobre peças da história da arte e da cultura portuguesas.
Em cada emissão, o programa elege uma peça-protagonista selecionada num arco temporal de cerca de mil anos e considerando todo o território nacional, ilhas incluídas.
A peça-protagonista pode ser um pequeno cálice ou uma catedral, um conjunto de esculturas, uma pintura, um jardim botânico ou um complexo de arquitetura industrial. O que conta é a sua excepcionalidade.
Para cada uma das emissões contamos com as explicações de um especialista diferente, na maioria dos casos, um historiador.

Produzido pela RTP2 para televisão e pela Antena 1 para rádio, o programa começou a ser emitido semanalmente em Março de 2014.