Play - Super Diva - Ópera Para Todos

A Coroação de Popeia

ep. 3 50m

Documentários

Todo o público

A grande obra-prima do pioneiro e genial Claudio Monteverdi "A Coroação de Popeia" (1642), é ainda a primeira ópera de sempre baseada em factos históricos: a ascensão de Popeia, de amante do imperador Nero a imperatriz. Imoralidade e traição são essenciais.
Mais uma vez será a fabulosa versão que o icónico encenador francês Jean-Pierre Ponnelle realizou para o grande écran (1979), dirigida musicalmente por um dos maiores especialistas de sempre de música antiga, o maestro Nikolaus Harnoncourt que revelará os momentos chave desta ópera.
A meio soprano checa Magdalena Ko?ená, uma referência na música deste período, revela-nos porque é que Monteverdi é um dos seus compositores de eleição e como foi desempenhar o imperador Nero.
O dueto sublime "Pur Ti Miro" com Catarina Molder e o contra-tenor Manuel Brás da Costa aborda sob a capa aparente da paixão, a traição conjugal dissimulada por ambos elementos do casal, com os seus respetivos amantes, para todos os gostos.
O Consultório Operático revela-nos a diferença entre recitativo e ária e qual foi a primeira ópera de sempre.
O twitter Ópera "Tweet Mortífero", com música de Nuno Côrte-Real e libreto de Catarina Molder, interpretado por esta e pelo barítono Luís Rodrigues, à semelhança do imperador Nero e Poppea, apresenta-nos Ronald "Trump" com a sua esposa, num quarto de hotel, enviando tweets indesejáveis a rivais geopolíticos. A chefe de gabinete tenta sem sucesso chamar o presidente à razão, acabando por ser despedida (o filósofo Séneca teve menos sorte com o imperador Nero). O ditado diz: "Pela boca morre o peixe", neste caso seria: "Pelo tweet morre o Trump".
Filipe Raposo e Rita Maria presenteiam-nos com uma versão jazzística da hipnótica canção de embalar "oblivion soave" (suave esquecimento).

duração total 50m
posição atual:
ir para o minuto:

episódios disponíveis

379382