Orquestra Sinfónica Portuguesa - 25 Anos

Beethoven, Teixeira da Silva e Berlioz, pela Orquestra Sinfónica Portuguesa 02 Fev. 2019

Concerto comemorativo do 25º aniversário da Orquestra Sinfónica Portuguesa, dirigido pela maestrina Joana Carneiro (Lisboa, 1976), com obras de Beethoven, Berlioz e a estreia absoluta de L?Infinito de Pedro Teixeira da Silva.A Abertura Leonora Nº3 é uma das mais poderosas páginas sinfónicas beethovenianas. Tornou-se autónoma da ópera para a qual foi escrita e continua a ser regularmente interpretada em concerto por todas as grandes orquestras mundiais. Fidelio, a única ópera escrita por Beethoven (1770-1827), é (tal como a Alceste de Gluck) uma glorificação do amor conjugal. L?Infinito, uma obra apresentada em estreia absoluta, e? a primeira canção das ?Quatro Canções Italianas? que Pedro Teixeira da Silva (n.1971) compôs em 2018 inspirado no poema homónimo do grande poeta italiano Giacomo Leopardi. A Sinfonia Fantástica, também denominada ?Episódio da Vida de um Artista, drama musical em cinco partes?, e? indubitavelmente, a obra mais conhecida de Hector Berlioz (1803-1869). Uma obra de juventude, escrita em 1830 quando era ainda estudante do Conservatório de Paris foi aí estreada em dezembro desse mesmo ano.

Play - Orquestra Sinfónica Portuguesa - 25 Anos
36m

Todos

Camila Titinger, soprano
Orquestra Sinfónica Portuguesa
Joana Carneiro, direção musical

Programa:
Ludwig van Beethoven, Abertura n.º 3 Leonora, op. 72b
Pedro Teixeira da Silva, L?Infinito (da obra 4 Canções Italianas para Soprano e Orquestra) [Estreia Absoluta]
Hector Berlioz, Sinfonia Fantástica

duração total 36m
posição atual:
ir para o minuto:

Instale a aplicação RTP Palco

Disponível para iOS e Android.