Programas tv

Um Lugar Para Viver

Um Lugar Para Viver

Géneros

  • Séries Nacionais

Informação Adicional

Uma família de emigrantes portugueses regressa de França ao fim de trinta anos para recomeçar a vida em Portugal...

Uma série de comédia, com algum humor negro, que conta as aventuras de uma família de emigrantes portugueses que regressa de França, numa autocaravana, para recomeçar a vida em Portugal. A conjugação de disfuncionalidades da família, aliada ao facto de viajarem com a matriarca morta numa arca congeladora, resulta num rol alucinante de peripécias, que os leva de terra em terra, à procura de um lugar para viver...

Uma série de comédia, com algum humor negro, que conta as aventuras de uma família de emigrantes portugueses que regressa de França, numa autocaravana, para recomeçar a vida em Portugal. A conjugação de disfuncionalidades da família, aliada ao facto de viajarem com a matriarca morta numa arca congeladora, resulta num rol alucinante de peripécias, que os leva de terra em terra, à procura de um lugar para viver?
Desiludidos com a vida nos arredores de Paris, GUSTAVO e DEOLINDA (nos seus 50 anos) e a irmã de Gustavo, ROSÁRIO (40 e tais), mãe solteira com uma filha de 18 anos, MARIE, imaginam um Portugal paradisíaco em que possam viver em paz e fugir a alguns problemas da vida em França. Gustavo e Deolinda têm dois filhos: MANUEL (18 anos), que com a prima Marie, frequentava um liceu com problemas de violência e drogas; e ANA (26), que teve recentemente de voltar para casa dos pais pois o marido PIERRE foi despedido do banco de investimentos que faliu, perdendo igualmente a sua fortuna pessoal na bolsa, o que complica o ambiente no lar e o crescimento do seu filho, MICHEL, de 7 anos.
Por outro lado, o regresso à pátria vem também satisfazer o desejo dos pais de Gustavo e Rosário, JOSÉ e GRACINDA, septuagenários, que viviam com o filho em França, desde que este teve condições financeiras para os sustentar, mas que nunca gostaram do país, insistindo durante anos junto dos filhos que regressassem à terra natal.
Depois de tudo vendido e deixado para trás em França, a família chega à aldeia natal numa gigante autocaravana onde trazem a sua casa ambulante, na esperança de mudar para a antiga casa da família na terra. Contudo, encontram a aldeia abandonada, apenas com alguns habitantes idosos e a antiga casa da família completamente em ruínas após um incêndio que lavrou a região. O choque é demasiado para Gracinda que morre de um ataque de coração, proferindo um último desejo: que a família se mantenha unida e prometa que a enterram junto do sítio onde vão viver.
A família fica sem saber o que fazer mas, perante a insistência de José, guardam o corpo de Gracinda na arca frigorífica da autocaravana e, considerando que a aldeia no estado atual não é um sítio promissor para viver, arrancam à procura de um lugar mais aprazível para arranjar casa e enterrar a matriarca.
Seguem num périplo por várias regiões do país, à procura do lugar ideal para viver, mas a conjugação das disfuncionalidades daquela família - aliado ao facto de viajarem com a avó morta - com as particularidades dos locais por onde passam, levam as nossas personagens a adiarem eternamente a sedentarização, num rol alucinante de situações de comédia, enquanto no processo descobrem um Portugal pelo qual sentem um misto de amor e ódio, conforme as circunstâncias?

Ficha Técnica

Título Original
Um Lugar Para Viver
Intérpretes
Ana Bustorff, João Lagarto, Carla Andrino, Rui Mendes, Adelaide João, Joana Santos, Isabel Fgueria , Phillipe Lenoux, Pedro Barroso, Rodrigo Valejo
Realização
Artur Ribeiro
Produção
Plano 6
Autoria
Artur Ribeiro
Ano
2009
Duração
44 minutos