Ouvir
Em Direto

Países lusófonos recebem 80 voluntários portugueses

Formação nas áreas da Saúde e Educação em Angola, Brasil, Cabo Verde, Moçambique e São Tomé e Príncipe

A iniciativa, organizada pela associação juvenil sem fins lucrativos GASTagus, pretende  promover atividades de voluntariado em Portugal e nos países de língua oficial portuguesa e alertar, sobretudo os jovens universitários e recém-licenciados, para as desigualdades da "sociedade e do mundo". 
 
Para participar neste projeto, os jovens voluntários receberam formação de nove meses, realizaram angariações de fundos e sessões regulares de voluntariado em instituições portuguesas, nomeadamente no Centro de Apoio aos Sem-Abrigo, "Tropa das Artes", "Terra dos Sonhos" e na Casa de Proteção e Amparo de Santo António. 
 
Nos países do continente africano, o voluntariado debruça-se essencialmente sobre a formação de enfermeiros e de professores, a organização de bibliotecas, a formação de multimédia e de educação para a cidadania.

O jornalista Germano Campos esteve à conversa com Vera Lopes, uma das voluntárias que partiu esta quinta-feira para Moçambique, depois de cumprir missões no brasil e em São tomé e Príncipe: