Goa 20 anos depois
I Parte

Documentário sobre a invasão do Estado Português da Índia - Goa, Damão e Diu, - em Dezembro de 1961.

O contexto nacional e internacional é documentado por depoimentos de goeses, responsáveis do regime e pelo Governador em funções, general Vassalo e Silva.

A acção militar, descrita por civis e militares portugueses, sendo realçadas as enormes carências de material e pessoal das nossas forças armadas em confronto com um exército poderoso e organizado como o da União Indiana. Imagens da invasão ilustram os acontecimentos.

Salazar envia a celebre mensagem em que reclama: "%u2026 soldados e marinheiros vitoriosos ou mortos %u2026". Vassalo e Silva comenta a desproporção de forças e impossibilidade de cumprir a ordem e explica o critério e as condições que considerou necessárias para decretar a rendição.

II Parte

A situação internacional no pós II Guerra Mundial. O movimento descolonizador e o Movimento dos Não-Alinhados.

O ano de 1961 em Portugal.

Salazar reage à invasão do Estado Português da Índia, com um discurso na Assembleia Nacional, lido por Mário de Figueiredo.

Após a ocupação militar os militares portugueses são conduzidos para campos de concentração.

As condições de vida dos militares portugueses prisioneiros durante os cinco meses e meio de cativeiro.

O comportamento das Forças Armadas Indianas.

O regresso a Portugal de avião até Carachi e de navio para Portugal. As condições a bordo e a chegada a Portugal, outro cativeiro.

Os militares portugueses após chegarem a Portugal irão ser maltratados, perseguidos, alguns irão ser demitidos. O antigo Governador irá ser o principal alvo da ira do poder.


Os comentários aos diferentes Documentários foram efectuados em colaboração com a Associação 25 de Abril, e são da responsabilidade de:
Coronel de Infantaria - José Aparício
Coronel de Artilharia – Eduardo Abreu
Coronel Piloto aviador – Villalobos Filipe
Capitão-de-mar-e-guerra – Pedro Lauret
  • VIDEOS ACTUAIS
  • VÍDEOS DA ÉPOCA
  • TÍTULOS
RTPA25