Operação Nambuangongo Joaquim Furtado (vol. IV)
A partir de Maio de 1961 a fisionomia de Luanda modifica-se, as esplanadas da baixa encontram-se repletas de militares acabados de chegar da metrópole, preparando-se para o início de operações militares de envergadura e características desconhecidas.

Em três meses o contingente militar em Angola duplica em úmero de homens.

Lisboa substitui o antigo governador e o comandante chefe, nomeando o general Venâncio Deslandes para exercer em acumulação aqueles dois cargos.

Em Lisboa as autoridades, incluindo o próprio Salazar, criticam os EUA e o Conselho de Segurança da ONU, pelas posições de apoio aos movimentos de libertação e pela oposição à política do governo português.

Em Angola as milícias populares de auto-defesa, que suportaram o primeiro embate das acções terroristas, com a chegada dos militares, transformam-se num Corpo de Voluntários, enquadrados pelo Exército. A sua missão fundamental era dar protecção às fazendas e apoio à colheita do café.

Com a chegada de novos contingentes militares prepara-se a reocupação do Norte de Angola. É desencadeada a Operação Viriato, que irá contar com a participação de dois batalhões de caçadores e um esquadrão de cavalaria. Reportagens e imagens colhidas na altura, depoimentos de participantes quer do Exército Português quer da UPA, dão-nos conta da grande operação militar de reocupação de Nambuangongo.

Outras operações militares são descritas: os pára-quedistas em Quipedro, a tomada da Pedra Verde.

Os EUA proíbem a utilização, pelas Forças Armadas Portuguesas, de armamento que tinham recebido a coberto da participação na NATO.

Com a reocupação do Norte, ensaiam-se as primeiras acções psico sociais, no sentido de captar populações fugidas ou refugiadas no Congo.


Os comentários aos diferentes Documentários foram efectuados em colaboração com a Associação 25 de Abril, e são da responsabilidade de:
Coronel de Infantaria - José Aparício
Coronel de Artilharia – Eduardo Abreu
Coronel Piloto aviador – Villalobos Filipe
Capitão-de-mar-e-guerra – Pedro Lauret
  • VIDEOS ACTUAIS
  • VÍDEOS DA ÉPOCA
  • TÍTULOS
RTPA25