Comunidades

CMPV 21º CORRENTES D`ESCRITAS REFORÇADO COM PRESENÇA DA LITERATURA CATALÃ




Luís Diamantino, Vice-Presidente e Vereador da Cultura da Câmara Municipal, acompanhado de Iolanda Batallé, Diretora do Instituto Ramon Llull, e de André Sousa Pereira, do Casino da Póvoa, apresentou o programa do evento literário que terá lugar de 15 a 23 de fevereiro, na Póvoa de Varzim.
O Vereador revelou que a grande novidade desta edição se prende com a presença de escritores catalães: “a literatura catalã estará cá em grande com exposições, participação de escritores em Mesas e o Instituto Ramon Llull também estará presente”, acrescentando que além de Barcelona também “convidamos Óbidos a fazer parte deste evento: quanto mais cidades que se dedicam aos livros estiverem envolvidas mais importante será e mais força teremos todos em conjunto”.

Sobre o orador da Conferência de Abertura, o arquiteto Álvaro Siza Vieira, o Vice-Presidente transmitiu que “Álvaro Siza Vieira é um artista também. Virá falar sobre a arquitetura, a arte e a literatura porque tudo se toca. Estará cá com muito gosto. Quando foi convidado, disse logo que viria. Será um momento muito alto do Correntes d’Escritas”.

Outra figura de destaque nesta 21ª edição é Hélia Correia, a homenageada da Revista Correntes d’Escritas nº 19, “que já ganhou um Prémio Literário Casino da Póvoa e faz parte também daqueles escritores que quase sempre estão connosco no evento”.

Luís Diamantino informou que estarão presentes 100 escritores de 14 nacionalidades diferentes, alguns deles a participar pela primeira vez no encontro.



Quanto à programação, dela fazem parte as Mesas, a Feira do Livro, exposições, cinema, sessões nas escolas, ações de formação dirigidas a professores bibliotecários (em colaboração com a Rede de Bibliotecas Escolares), e a residência D’Escritas 1 Dia.

Este ano, o Correntes d’Escritas irá a duas freguesias do concelho, numa ação designada Correntes itinerantes, e sobre a qual Luís Diamantino referiu que “o ano passado, levamos uma mesa de poesia à Vila de São Pedro de Rates e a sala estava cheia. Nunca pensamos que num local onde as pessoas trabalham no campo aparecesse tanta gente. As pessoas participaram, fizeram perguntas, gostaram daquilo que viram e ouviram e falaram sobre literatura e poesia. Por isso, este ano, iremos novamente a Rates e também a Navais, e no próximo ano, a uma nova freguesia. Esta é uma forma, além de levarmos escritores a todas as escolas do concelho, de levarmos cada vez mais a literatura, o livro e a poesia a todas as freguesias”.

Iolanda Batallé referiu que “é muito importante para a literatura catalã estar aqui porque apaixonamo-nos por uma literatura através das pessoas que a mostram”. Neste sentido, revelou que “este ano, vão participar no Correntes d’Escritas os seguintes escritores catalães Marta Orriols, Melcior Comes, Najat El Hachmi e Tina Vallés”. Serão os representantes da literatura catalã para que “os leitores portugueses possam conhecê-los, estar com eles, e depois interessarem-se pela sua literatura que, em alguns casos, está traduzida em português”.

A participação do Instituto Llull no Correntes vai permitir o encontro com editores portugueses e dar a conhecer como colaboram na tradução da literatura catalã.

Para Ilanda Batallé, “dar a conhecer uma literatura, uma cultura, uma língua, neste caso, a catalã ao mundo não só leva pessoas a vários pontos do mundo como leva o mundo à Catalunha para conhecê-la, as suas pessoas e experiências literárias”.

André Sousa Pereira afirmou que “é uma honra para o Casino da Póvoa estar umbilicalmente ligado ao Prémio Literário de um evento que é o ex-líbris da Póvoa de Varzim”.

Acompanhe o Correntes d’Escritas 2020!