Comunidades

"FESTA DO LIVRO DOS AÇORES” Promove Livros e Autores Açorianos em julho. JOSÉ ANDRADE






A editora açoriana Publiçor/Letras Lavadas promove este mês, em Ponta Delgada, a “Festa do Livro dos Açores”. A iniciativa envolve a participação de dezenas de entidades públicas e privadas com centenas de livros de temática ou autoria açorianas.
A “Festa do Livro dos Açores” decorre de 14 a 23 de julho, em tenda instalada nas Portas do Mar frente às Portas da Cidade, funcionando diariamente das 15h00 às 23 horas, com entrada livre à população em geral.
Este evento apresenta uma feira do livro açoriano a preços especiais e oferece um programa de animação cultural com lançamentos bibliográficos, sessões de autógrafos, tertúlias literárias, palestras históricas, momentos de poesia e de música e provas de degustação de produtos regionais.
No âmbito das comemorações dos 35 anos da Nova Gráfica e do 10º aniversário da Publiçor/Letras Lavadas, dirigidas pelo empresário Ernesto Resendes, a “Festa do Livro dos Açores” decorre em parceria logística com a Câmara Municipal de Ponta Delgada e a Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada e envolve a participação direta dos municípios de Ribeira Grande, Lagoa, Vila Franca do Campo, Povoação e Nordeste.
A Direção Regional da Cultura, o Observatório Vulcanológico e Geotérmico dos Açores, o Instituto Cultural de Ponta Delgada, o Instituto Cultural Padre João José Tavares, o Instituto Histórico da Ilha Terceira, o Instituto Açoriano de Cultura e o Núcleo Cultural da Horta são algumas das instituições participantes nesta mostra de livros regionais, além das editoras Letras Lavadas, Companhia das Ilhas e Artes & Letras ou das entidades particulares com edições de autor.
A “Festa do Livro dos Açores” é oficialmente inaugurada na sexta-feira, 14 de julho, às 15 horas, em tenda própria da Avenida Infante D. Henrique, apresentando depois, pelas 21 horas, uma Noite de Poesia com o grupo "Palavras Sentidas" da Academia Sénior da Universidade dos Açores, dedicada a grandes autores açorianos como Antero de Quental, Natália Correia ou Vitorino Nemésio.
Entretanto, integrando ainda o programa cultural do primeiro dia, é lançado no salão nobre dos Paços do Concelho de Ponta Delgada, pelas 19 horas, o livro “Álbum Micaelense – Memórias e Factos”, da autoria de José de Almeida Mello, com prefácio de António Machado Pires e apresentação de Eduardo Ferraz da Rosa.
Outro lançamento ocorre também no salão nobre dos Paços do Concelho, sábado às 21 horas, com dois livros de genealogias escritos por António Ornelas Mendes e apresentados por Jorge Forjaz, nomeadamente, “Tavares Carreiro – Uma Família Micaelense” e “Rodrigues, Moniz Falcão, Cordeiro Neves e outras famílias da Maia, da Relva, de Ponta Delgada e desta aos sertões de Pernambuco e à Terra da América”. Antes disso, pelas 18 horas, na tenda, tem lugar uma prova de degustação de produtos da empresa “Agromariense”.


No domingo, 16 de julho, pelas 21 horas, realiza-se na tenda da “Festa do Livro dos Açores” uma Tertúlia Literária moderada por Vamberto Freitas com a participação de diversos autores, como Carlos Tomé, Emanuel Jorge Botelho, Leonor Sampaio da Silva, João Pedro Porto, Paula de Sousa Lima e Sidónio Bettencourt, entre outros.
Na segunda-feira, 17 de julho, a Festa do Livro acolhe, pelas 21 horas, uma Sessão Anteriana promovida pela “Associação dos Antigos Alunos do Liceu Antero de Quental”, com a participação de Eduíno de Jesus e Urbano Bettencourt e com momentos de poesia apresentados pelo grupo “O Coletivo”. Antes disso, haverá uma prova de degustação de produtos da empresa “Lactaçores” às 16 horas e uma sessão de autógrafos com autores de livros das editoras “Companhia das Ilhas” e “Artes & Letras” pelas 18 horas.
O dia 18 de julho é especialmente dedicado ao concelho da Povoação, com uma sessão cultural promovida pela respetiva câmara municipal, às 21 horas, que inclui a apresentação dos livros de José Luís Brandão da Luz e João Cordeiro, bem como uma prova de degustação de produtos da Cooperativa Celeiro da Terra. O programa desta terça-feira começa pelas 16 horas com a apresentação dos produtos da empresa “Pérola da Ilha” e prossegue às 18 horas com uma sessão coletiva de autógrafos dos autores de livros de Edição de Autor.
Vila Franca do Campo é o segundo concelho micaelense a participar na “Festa do Livro dos Açores”, através de uma sessão cultural que tem lugar quarta-feira, 19 de julho, às 21 horas, com a apresentação do livro “Ilhéu de Vila Franca: O Vulcão Perfeito”, da autoria conjunta dos professores Victor Hugo Forjaz e António Machado Pires. Uma prova de degustação de produtos da empresa “Lima & Quental”, às 16 horas, e uma sessão de autógrafos de autores de livros de caráter histórico da editora Publiçor/Letras Lavadas, pelas 18 horas, completam o programa deste sexto dia.
A sessão dedicada ao concelho da Lagoa realiza-se na quinta-feira, 20 de julho, pelas 21 horas, com a apresentação dos livros editados pelo Instituto Cultural Padre João José Tavares, da autoria de Maria Antónia Albergaria Pacheco, Palmira Leite Bettencourt, Sandra Monteiro e Susana Goulart Costa. Este dia inclui ainda uma prova de degustação de produtos da empresa “Azores Bitter” (16h00) e uma sessão de autógrafos com autores de livros de caráter literário editados pela Publiçor/Letras Lavadas (18h00).



No dia 21 de julho, sexta-feira, tem lugar na tenda da “Festa do Livro dos Açores” uma sessão cultural promovida pela Câmara Municipal do Nordeste, com uma palestra de José de Almeida Mello sobre livros e autores nordestenses e com uma mostra de produtos confecionados pela associação Sol Nascente, pelas 19 horas, e realiza-se no salão nobre dos Paços do Concelho o lançamento do livro “Açorianos Ilustres”, da autoria de Augusto Cymbron, com apresentação de Luís Andrade, pelas 21 horas. Antes disso, a tenda acolhe às 16 horas uma prova de degustação de produtos da empresa “Açoresmel” e às 18 horas uma sessão de autógrafos com autores de livros de caráter infanto-juvenil da editora Publiçor/Letras Lavadas.
O lançamento do novo livro “Chá dos Açores”, coordenado por Virgílio Vieira, incluindo uma prova de chás do Porto Formoso, abre o programa de animação da tenda da Festa do Livro pelas 19 horas do sábado, 22 de julho, que encerra com uma sessão cultural promovida pela Câmara Municipal da Ribeira Grande, através da Biblioteca Municipal Daniel de Sá, pelas 21 horas, com livros e autores ribeiragrandenses.
A “Festa do Livro dos Açores” termina domingo, 23 de julho, com dois eventos na tenda instalada na chamada “Varanda de Pilatos”, frente às Portas da Cidade. O primeiro é uma sessão cultural promovida pela Câmara Municipal de Ponta Delgada, através da Biblioteca Municipal Ernesto do Canto e do Centro Cultural Natália Correia, às 19 horas, com a apresentação dos livros “Verde Azul – Sete Cidades: Lendas, Contos e Factos”, de Jorge Arruda, e “Vulcão das Sete Cidades, História Natural – Um Guia”, de Victor Hugo Forjaz.
O segundo evento do último dia tem lugar pelas 21 horas e consiste no lançamento da edição bilingue da obra “O Barco e o Sonho – Conto Açoriano / The Boat and the Dream – Na Azorean Short Story”, de Manuel Ferreira, inaugurando uma nova coleção de livros de bolso, com uma palestra alusiva de José Alfredo Ferreira Almeida e uma apresentação musical do grupo micaelense “Três Pancadas”.
Em complemento promocional ao seu evento, a editora Publiçor/Letras Lavadas está a distribuir gratuitamente nos espaços públicos da cidade o “Jornal da Festa do Livro dos Açores”, dirigido por José Andrade, que inclui entrevistas exclusivas com o Secretário Regional da Educação e Cultura e com o Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, bem como o programa geral da animação cultural do certame e a apresentação dos novos livros a lançar nos próximos dias.
Esta publicação apresenta igualmente um painel sobre “A Paixão pelos Livros” que reúne testemunhos de 16 autores açorianos, nomeadamente, Carlos Bessa, Emanuel Jorge Botelho, João de Melo, João Pedro Porto, Lélia Pereira Nunes, Leonor Sampaio da Silva, Luiz Fagundes Duarte, Madalena San-Bento, Nuno Costa Santos, Onésimo Teotónio de Almeida, Paula de Sousa Lima, Santos Narciso, Urbano Bettencourt, Vamberto Freitas, Victor Hugo Forjaz e Victor Rui Dores.



Fonte: Página no facebook do Jornalista JOSE DE ANDRADE.