Comunidades

Manuel A. de Vasconcelos, "Maria"

AÇORIANIDADE 374 /PorqueHojeEhSabado 2018.06.23 Manuel A. de Vasconcelos, "Maria", Duo Anticiclone, "Manjericão"]. Organizado por Olegário Paz.

Manuel A. de Vasconcelos, Maria

(Oscar-Claude Monet 1840-1926)





Maria


Devemos à Natureza
Propensões que em nós creou;
Deixa aos homens seus caprichos,
Segue as leis que amor dictou.

……………………………………….

Jupiter desceu um dia
Da região estrelada,
A vir mendigar no mundo
Mimos da minha adorada.

D'altas confissões em torna
Viu rigor, só viu crueza;
Então geme e se repende
De crear tanta beleza.

Inda torna, inda teima
Em seus votos renovar,
Mas Maria lhe-tornou
«Só quero Elmano amar.»

Exproba-lhe o deus irado
Persistir na ingratidão;
Responde-lhe a minha bella:
«É livre o meu coração.»

Manuel A. de Vasconcelos,
in Revista dos Açores, Ponta Delgada, 1851-52.





Vasconcelos, Manuel António, (1786-1844), jornalista, natural da freguesia de Bretanha, ilha de S. Miguel, trabalhou em Lisboa e na cidade de Ponta Delgada onde fundou o jornal Açoriano Oriental, o mais antigo jornal português, tendo vindo a falecer na freguesia de Rabo de Peixe, da mesma ilha.