Comunidades

Rumor das hortências - Armando Moreira (Som)

Açorianidade – 330 / PorqueHojeEhSabado 2017.06.17 [Armando Moreira, “Rumor das hortências”. Henrique Matos (bandolim) e João Ornelas (violão), “Doce Esperança”]. Organizado por Olegário Paz.


RUMOR DAS HORTÊNSIAS

Anoitece nos lagos
Cai a noite sobre a Ilha
Luzeiros na cumeeira
Hortênsias ganham vida

Mil pedaços de espelho
Dispersos os sonhos perdidos
Reflectem amor desenganos
Um rumor assalta os sentidos

Em noites de Lua cheia
Fecha os olhos abre a alma
Houve o canto das flores
Sente a brisa passageira

No deslizar da noite
O vago que resta do dia
Uma réstia de luz prende
Sonhos perdidos, a fantasia

As hortênsias à noite
Relatam à água
Um antigo rumor
O suspiro da Princesa
O assobio dos Pastor



Armando Moreira,
in Alquimia das palavras,
Ponta Delgada, Sempretur, 2008.



Moreira, Armando (1954) escritor, dramaturgo, artista plástico, natural de Vila Franca do
Campo, ilha de S. Miguel.