COVID-19

Açorianos no Brasil acompanham os avanços da pandemia com preocupação (Vídeo)

O maior medo de Pedro Rui Botelho é que a situação se descontrole quando a covid-19 se instalar nas favelas.

Com 210 milhões de habitantes, o Brasil regista mais de 10 mil casos e 400 mortes por covid-19. Números que poderão subir drasticamente até junho, altura em que o país deverá atingir o pico da infeção.

Com o país a atravessar uma das piores crises económicas dos últimos cinco anos, a par do problema de saúde pública, provocado pela covid-19, este açoriano antevê um futuro de fome e desemprego.

A seis meses das eleições, os brasileiros receiam que haja desvio de verbas, para colher simpatias políticas, e lembram que já foram aprovadas medidas de apoio às empresas, mas o dinheiro nunca apareceu.

RTP/Açores