COVID-19

Autoridade Regional de Saúde com atenção redobrado em São Miguel e no Pico (Vídeo)

Hoje - 31 de março - será possível perceber se estamos perante cadeias de transmissão secundárias.

© Paulo Brasil Pereira

24 horas depois do 1º cordão sanitário, mantém-se a identificação de 4 cadeias de transmissão local.

Duas no concelho da Povoação, uma no Pico e outra na Terceira.

Na Povoação, onde só entra e sai quem presta serviço de exceção por conta do Covid-19. Os postos de abastecimento mantém-se abertos para os bens de primeira necessidade.

Aqui onde a maioria dos casos de infetados está ligada a uma comitiva autárquica que viajou para o Canadá, mas desconhece-se a origem da segunda cadeia de transmissão.

No Pico, a autoridade de saúde tenta apurar os contornos da transmissão local. Seis dias depois do primeiro doente nesta ilha a atenção é redobrada porque houve fugas à quarentena.

A quarentena obrigatória passou a ser regra, desde a semana passada, para os passageiros desembarcados nos Açores.

Mesmo com a descida do número de visitantes, os dois hotéis destacados para o efeito esgotaram a capacidade.

A autoridade de saúde garante que os planos de contingência dos hotéis estão preparados para lidar com doentes infetados.

15 dias depois do primeiro caso testado positivo na região. O registo é agora de 47 doentes infetados.

10 deles mantém-se internados não havendo, para já. casos recuperados.

Em breve a região passará a publicar no boletim diário os casos positivos por concelho à semelhança do que faz a Direção Geral da Saúde.

RTP/Açores