Desporto

Apoios do Turismo ao desporto continuam a gerar polémica (vídeo)

Governo diz que realizou estudo que comprova as diferenças nos valores entre masculinos e femininos. Clubes contestam.

O subsídio da Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo atribuído ao desporto continua a gerar polémica, especialmente no que toca à diferença de verbas entre as equipas masculinas e femininas.

Tomando como exemplo a modalidade de basquetebol, o Sport Clube Lusitânia recebe 126.520,80 euros pela presença na Liga Masculina. Já o União Sportiva, na Liga Feminina, é contemplado com 38.408,10 euros.

A secretária regional, Marta Guerreiro, diz que o governo realizou um estudo que comprova os critérios utilizados, mas há clubes que não concordam com essas diferenças.

O treinador do União Sportiva, Ricardo Botelho, entende mesmo que este estudo não tem qualquer credibilidade e aponta vários erros nos dados analisados.

Os valores atribuídos pelo vulgarmente conhecido por "apoio da palavra Açores" mantém-se praticamente inalteráveis desde a temporada de 2013/2014.

Na presente época desportiva, o apoio global ultrapassa 1 milhão e 800 mil euros, sendo apoiados 11 clubes e o campeão regional de ralis.

O jornalista Luís Almeida analisou o documento, referente à temporada de 2018/2019, tendo em conta precisamente essas diferenças entre masculinos e femininos.

RTP Açores