Desporto

Familiares e amigos oferecem estátua a Pauleta


O ciclone dos Açores foi apanhado de surpresa quando chegou ao complexo desportivo e à sua espera estavam cerca de três dezenas de pessoas para um inesperado tributo.

Familiares e amigos oferecem estátua a Pauleta

Pauleta não conteve as lágrimas quando usou da palavra © Foto: Acácio Mateus


Os familiares e amigos mais próximos de Pedro Pauleta prepararam-lhe uma surpresa que não mais esquecerá: uma estátua em tamanho real esculpida em bronze fundido pelo escultor açoriano Álvaro França que retrata a imagem mais característica do antigo ponta-de-lança, o voo do açor. São cerca de 300 quilos de bronze que vincam uma carreira de sucesso.

Pauleta só soube da homenagem quando chegou ao complexo desportivo, supostamente para ir buscar a sobrinha. À sua espera estavam os familiares e amigos que diariamente com ele mais convivem e que foram cúmplices, no bom sentido, no encobrimento e preparação de toda a cerimónia.

Visivelmente emocionado e com a voz embargada, Pauleta reconheceu que não estava à espera. «Sempre fui uma pessoa desconfiada mas aqui fui totalmente apanhado de surpresa. Até a minha mulher me enganou», brincou.

«É um momento de grande satisfação…», acrescentou, sem conter as lágrimas. «Se já merecia? Não acho nem nunca fui dado a estas coisas. A estátua pertence a todos os açorianos», disse, antes de agradecer aos presentes a iniciativa geminada por Nuno Raposo e Jorge Gama.

Acácio Mateus