Desporto

Goleador Emanuel Simão abraça a carreira de treinador

 

Melhor marcador da série Açores por sete vezes deixou o futebol devido a lesão grave no joelho direito. Na tarde de segunda-feira orientou o primeiro treino nos juniores do Desportivo de São Roque.

Goleador Emanuel Simão abraça a carreira de treinador

Primeiro objectivo do treinador é criar um bom grupo de trabalho © Foto: Acácio Mateus

 

1 de Novembro de 2010: Emanuel Simão cumpre o primeiro treino como... treinador dos juniores do Desportivo de São Roque! Para trás ficam mais de duas décadas a marcar golos nos melhores palcos do futebol açoriano, ele que foi por sete vezes o melhor goleador do campeonato da III divisão, série Açores.

O avançado de reconhecidas qualidades tentou ainda o regresso aos relvados após onze meses de luta para debelar uma lesão grave contraída no jogo Santiago-Capelense, a 13 de Dezembro de 2009. A rotura de ligamentos que afectou também o menisco colocou um ponto final abrupto na carreira do ponta-de-lança.

Após quase um ano de tratamentos sem as melhorias desejadas e com a possibilidade de ter de ser operado, Emanuel Simão decidiu abandonar o futebol enquanto jogador. Para trás ficou o desejo de chegar aos duzentos golos na série Açores. Com o curso de nível dois de treinador, abraçou na segunda-feira, feriado, um novo projecto.

Emanuel Simão substitui Natalino Lima no comando técnico dos juniores do Desportivo de São Roque. Abre-se uma nova etapa na carreira desportiva de uma das figuras de maior destaque do futebol açoriano na era actual. Habituado a subir aos relvados para jogar, as sensações vividas na primeira vez que subiu ao campo de São Roque como técnico foram quase inexplicáveis.

«Foi um dia muito diferente, vivi sensações que nem sei descrever. Foi tudo um pouco estranho porque estava habituado a subir as escadas para os relvados como jogador e não como treinador. Quando saía do balneário não levava preocupações e neste primeiro dia como técnico tinha que ter o treino organizado», disse.

E como foi o primeiro treino? «Foi um treino essencialmente de brincadeira para criar bom ambiente entre a equipa técnica e os jogadores porque com a minha entrada no Desportivo de São Roque sou o quarto treinador que os atletas conhecem nesta época. Baseei o trabalho com aquilo que aprendi com os bons técnicos que conheci ao longo da minha carreira».

Ser treinador era o que Emanuel Simão pretendia depois de deixar de jogar mas nunca pensou que a nova fase começasse tão depressa. A transição foi repentina. «Tem sido muito difícil encarar o final da carreira como jogador e iniciar esta. O apoio da minha família, em especial da minha esposa, tem sido determinante para superar tudo isto», salientou.

A partir de agora é o mister Emanuel Simão que sobe ao campo e para a primeira experiência os objectivos estão traçados. «Quero, acima de tudo, formar um bom grupo de trabalho, ajudar os jovens a crescer e crescer também com o que eles têm para me ensinar. O grupo tem valor e o Desportivo de São Roque tem uma imagem de qualidade a defender».

Começar pelos juniores e ainda por cima com a época em andamento vai exigir mais do treinador. «É um desafio aliciante e encaro-o com o intuito de vencer. O Rui Jorge, meu adjunto, será muito importante porque será ele o elo de ligação com os jogadores neste meu primeiro ano». Está já em andamento a nova vida de Emanuel Simão no futebol açoriano!

Acácio Mateus