Desporto

Ricardo Moura perto do pódio

 

O piloto açoriano foi quarto no Rali Centro de Portugal que decorreu este fim de semana e que foi ganho por José Pedro Fontes, num Porche 911 GT3.

Ricardo Moura perto do pódio
Foi espectacular de seguir a edição 2010 do Rally Centro de Portugal, com o vencedor a ser encontrado apenas no derradeiro troço, depois de uma tremenda luta entre José Pedro Fontes e Miguel Campos. Também na disputa pelo pódio, Gr.N e pelo 2L/2RM, teve momentos épicos para os rallyes nacionais.
Fontes conseguiu limitar o tempo perdido nas primeiras 6 especiais do dia (mais lentas) e aproveitou tudo na zona do Pinhal de Leiria, nas duas derradeira especiais, para impor a potência do Porsche e alcançar a sua primeira vitória à geral num evento do CPR.
Miguel Campos também esteve muito bem, apesar da sua habituação ao S2000 ainda não ser a ideal. Teve a vitória na mão mas deixou-a fugir no derradeiro troço, mas mostrou que está a regressar à grande forma.
Pedro Peres "abriu o livro" no derradeiro troço do rali onde fez melhor que Miguel Campos (?), ganhou 14s a Pascoal e 19s a Ricardo Moura, subindo de quinto para o lugar mais baixo do pódio, numa exibição de grande nível.
Ricardo Moura também deu tudo e quando parecia ter o terceiro lugar assegurado, depois de um dia perfeito, viu-se superado pelo surpreendente Peres. Pela terceiravez, Mouro perdeu uma posição no último troço de um rali no CPR.
Vitor Pascoal só tem carro para acompanhar os melhores Gr.N e ficou a pouco mais de 4 segundos de Pedro Peres. Quem dá o que tem a mais não é obrigado, pelo que Pascoal sai da Marinha Grande com uma boa exibição, embora o resultado seja fraco para as suas aspirações.
Pedro Meireles teve finalmente um Subaru sem problemas e como foi ganhando confiança troço a troço, subiu algumas posições para ficar num bom sexto lugar.
Muita intensa de seguir, foi a luta no CPR2. Adruzilo Lopes acabou por levar a melhor com bastante margem, mas isso só aconteceu depois de um furo no Seat de Barros Leite, que até chegou a liderar esta classificação, numa luta taco-a-taco entre ambos que foi muito interessante de seguir.
Esperava-se mais de Nuno Barroso Pereira que ficou em nono da geral, tendo quase sido surpreendido por Paulo Antunes que foi o melhor do Citroen Racing Trophy. Frederico Gomes foi o segundo melhor nesta classificação, tendo a meio do dia passado a gerir o seu andamento para garantir este bom resultado.
Fonte: ralis.online.pt