Desporto

Santa Clara: decisão da SAD de vender Lincoln não agradou ao clube

O Santa Clara, que detém 40% da SAD açoriana, revelou hoje que votou contra a venda do futebolista brasileiro Lincoln aos turcos do Fenerbahçe numa reunião do conselho de administração da SAD, que decorreu no sábado.

Santa Clara: decisão da SAD de vender Lincoln não agradou ao clube

© Site do Santa Clara



"O Clube Desportivo Santa Clara em reunião do conselho de administração da Santa Clara Açores SAD, realizada no passado dia 11 de junho de 2022, votou contra a aceitação de uma proposta de alienação dos direitos desportivos sobre o atleta Lincoln ao clube de futebol Fenerbahçe", lê-se num comunicado publicado na rede social Facebook.

Segundo o clube, que não detém a maioria do capital social da SAD que milita na I Liga portuguesa de futebol, "a proposta apresentada não salvaguarda os interesses" do emblema insular.

A direção presidida por Ricardo Pacheco avançou também ter votado contra o ponto dois da ordem de trabalhos da reunião, "que se prendeu com a designação de um conjunto de elementos que continuarão as negociações visando uma melhoria da proposta apresentada" por Lincoln.

"O CDSC (Clube Desportivo Santa Clara) discorda e repudia veementemente que esse grupo não integre um elemento da confiança do clube", conclui a formação açoriana.

Nas últimas semanas, vários órgãos de comunicação social têm noticiado uma possível saída de Lincoln, sendo que a SAD açoriana ainda não se pronunciou oficialmente sobre a transferência do médio de 23 anos.

A SAD do Santa Clara é atualmente presidida pelo empresário Ismail Uzun, responsável por 7,2% do capital social, por intermédio da empresa Heroes Vertigo.

A maior acionista da SAD açoriana é a empresa Azul Internacional ?????(48,6%), detida por Glen Lau, enquanto o clube detém uma participação de 40%.

Lusa