Economia

Basta de Turismo indiferenciado nos Açores


A Região tem que ser mais sofisticada na oferta e direccionar-se para uma área em que possa alcançar a excelência : o turismo de Saúde e de Bem-estar será o caminho certo.



A defesa destes conceitos foi reforçada durante a manhã de hoje, durante um Colóquio Internacional, em Ponta Delgada, promovido pelo Observatório Regional de Turismo.

O Turismo de Saúde e de Bem-estar é responsável por mais de 100 milhões de turistas por ano e turistas que estão dispostos a pagar entre 100 a 400 euros, por dia.

Para o responsável pelo Observatório Regional de Turismo, o Professor Carlos Santos, este é o caminho certo para a Região e, vai mais longe : é necessária não só qualidade, como também seriedade.

Qualidade na oferta, sofisticação, aposta em nichos de mercado e utilização mais racional dos recursos, são os caminhos para o Turismo de Bem-estar.

Existe um leque alargado de nichos de mercado que os Açores podem captar, aproveitando, para o efeito, os seus recursos naturais, necessitando, para alcançar esse objectivo, marketing, melhores transportes e mais parcerias público-privadas.

Lília Almeida / Carlos Tavares