Economia

Ainda não está quantificado o impacto da crise nas contas da Sata (Vídeo)

O Governo Regional considera que ainda é cedo para quantificar o impacto da pandemia nas contas do Grupo SATA.


Ana Cunha adianta que estão a ser estudadas formas de aceder aos apoios especiais disponibilizados pela União Europeia.

A situação financeira da companhia aérea regional era já dificil e com o atual momento agravou-se.

Ana Cunha admite a abertura parcial do espaço aéreo inter-ilhas, mas apenas quando garantidas as condições de saúde publica. Por isso, a planificação tem de ser feita a curto prazo.

Telejornal