Economia

Emigrante açoriano no Canadá quer comprar navio "Atlântida"


Há um interessado na compra do navio Atlântida que o Governo dos Açores rejeitou em Abril.
Trata-se de um empresário açoriano, emigrado no Canadá, que pretende usar o navio como cruzeiro para turistas.

Emigrante açoriano no Canadá quer comprar navio Atlântida

O empresário João Amaral já veio a público manifestar a vontade de organizar um circuito de transportes inter-ilhas nos Açores.

O emigrante açoriano no Canadá tinha apresentado a proposta há alguns anos, tendo como rosto a Canadamar e, agora, volta a manifestar-se interessado em fazê-lo, mas com a empresa Cascata-Mar, ligada ao transporte marítimo.

Desta vez, João Amaral pretende usar o navio "Atlântida", que o Governo dos Açores rejeitou em Abril passado, por não cumprir os parâmetros de velocidade máxima, estipulados no contrato com os Estaleiros de Viana do Castelo.

Em decalarações ao matutino lisboeta "Diário de Notícias", João Amaral diz-se disposto a pagar à Região os 32 milhões de euros, já dispendidos  pelo Governo, mas propõe fazê-lo de forma faseada, numa prestação anual de 3,2 milhões, durante 10 anos, dinheiro que resultará da exploração de cruzeiros turísticos entre as ilhas do arquipélago dos Açores, rotas que garante manter todo o ano, proposta que prevê o uso de 3 navios, num investimento próximo dos 100 milhões de euros.

João Amaral diz ainda querer usar o "Atlântida" em viagens entre a Madeira e os Açores, pretensão que pode não vir a concretizar-se porque, segundo fontes oficiais, o navio não pode navegar para além das 200 milhas.

Rui Messias / Carlos Tavares.