Economia

Unidade de Saúde de Ilha do Pico alterou o seu funcionamento (Som)

Vários profissionais de saúde da ilha estão neste momento de quarentena obrigatória, após terem estado em contacto direto com vários doentes infetados.

Dos 49 casos de doentes infetados na região, 9 foram descobertos na ilha do Pico.

A Unidade de Saúde da Ilha tinha o seu plano de contingência montado, para assegurar a prestação de todos os cuidados de saúde à população dos três concelhos. Só que a exposição de vários profissionais de saúde, perante doentes infetados com o novo coronavírus, obrigou a alterar os planos.

Nesta altura, vários médicos e enfermeiros encontram-se de quarentena obrigatória, após terem tido contacto direto que com casos confirmados de infeção pela covid-19.

Por essa razão, a Autoridade Regional de Saúde decidiu que, a partir de hoje, os cuidados preventivos, curativos e paliativos serão separados do atendimento urgente, de forma a permitir reforçar a qualidade e a segurança do serviço.

Os Centros de Saúde de Lajes do Pico, da Madalena e de São Roque manterão, por isso, os serviços mínimos.

O atendimento urgente será concentrado na Madalena, com a presença de dois médicos e três enfermeiros, durante o dia, e de um médico durante a noite.

No atendimento urgente, os doentes que apresentem dificuldades respiratórias ou digestivas, serão separados das restantes pacientes e encaminhados para uma área de isolamento.

Esta reorganização dos serviços de saúde no Pico permitirá a gestão rotativa dos recursos humanos, com períodos alternados de serviço e ausências de 14 dias, como determinam as recomendações nestes casos.

A Unidade de Saúde de Ilha do Pico reforçou também os seus canais de comunicação à distância com os seus utentes, disponibilizando linhas de atendimento médico, de segunda a sexta-feira, nos três concelhos.

Antena 1/Açores