Economia

Viagens de Lisboa: Faial desconfia das garantias da República (Vídeo)

O grupo Aeroporto da Horta duvida das explicações dadas pelos ministérios das Finanças e das Infraestruturas, negando o fim das viagens diretas entre o Continente e o Faial.


 
Em causa estão as obrigações de serviço publico de transporte aéreo para a Horta, Santa Maria e Pico e a possibilidade destas portas de entrada na região deixarem de ter ligações diretas com o continente.

De acordo com o semanário Expresso, estas viagens diretas poderão terminar em abril, se os governos regional e da República não encontrarem uma solução para o seu financiamento.

As ligações, asseguradas pela Sata, são deficitárias e a transportadora açoriana está impedida de realizar rotas inviáveis.

RTP-Açores