Graciosa Online

A virtude que exalta



Na sociedade de hoje, a procura pelo primeiro lugar, no campo político, social, profissional e outras actividades, é muito comum. Isto cria muitas vezes um clima de concorrência e competição, de ódio e conflitos.

A palavra deste domingo interroga-nos a respeito disso.

As leituras bíblicas propõem-nos um caminho diferente: o caminho da humildade e da gratuidade...

A 1a Leitura fala da virtude da humildade, para ser agradável a Deus e aos homens, para ter exito e ser feliz.

Ser humilde significa assumir com simplicidade o nosso lugar, sem humilhar os outros com a nossa superioridade. Significa por os próprios dons ao serviço de todos, com simplicidade e com amor. Aí está o segredo da felicidade.

No Evangelho, Jesus cria uma nova humanidade, fundamentada no espírito da humildade.

Jesus é convidado para um banquete na casa de um fariseu... e aceita...

Quem se exalta será humilhado e quem se humilha será exaltado

Mas fica profundamente impressionado com duas coisas que observa:

a corrida pelos primeiros lugares e o tipo de pessoas que foram convidadas.

E conta duas pequenas parábolas:

A 1ª é para os convidados que escolhiam os primeiros lugares:

Aquele que ocupou o primeiro lugar teve de cedê-lo a um mais importante. Aquele que ocupou o último lugar foi convidado para um lugar melhor.

E Jesus conclui:

"Quem se exalta será humilhado e quem se humilha será exaltado".

A 2ª é para quem convidara:

"Quando deres uma refeição, não convides os que te poderão retribuir... Pelo contrário, convida os pobres, os aleijados, os coxos, os cegos... Terás uma recompensa na ressurreição dos justos..."

Resumindo: Jesus propõe duas atitudes:

- Na escolha dos lugares: humildade...

- Na escolha dos convidados: gratuidade: Amor sem interesses...

1. O que Jesus observaria hoje?

Na sociedade, há ainda hoje pessoas correndo atrás dos primeiros lugares?

- Escolhendo o trabalho que lhes dê mais lucro...

- procurando lugares que dêem destaque, status e importância;

- preferindo ocupações onde possam ter poder sobre os demais;

- ou ficando decepcionadas, quando ninguém lhes dá o "devido lugar?"

Na Igreja, também existe a corrida pelos primeiros lugares? A Igreja deve ser a comunidade onde se cultivam a humildade, a simplicidade, o amor gratuito e desinteressado.  - Mas de facto, é assim? Ou assistimos às vezes uma corrida desenfreada pelos primeiros lugares: pessoas cuja ambição se sobrepõe à vontade de servir...

Muitos buscam títulos, honras, homenagens, lugares privilegiados, e não o serviço humilde e o amor desinteressado.

- Na catequese, que Lucas nos propõe hoje, fica claro que as relações entre os membros da comunidade de Jesus não se baseiam em "critérios comerciais", mas sim no amor gratuito e desinteressado.

Só assim todos, inclusive os que não têm poder, nem dinheiro para retribuir, terão aí lugar, numa verdadeira comunidade de amor e de fraternidade.

fazer uso de qualquer meio?

2. Quem são os nossos convidados?

- Na Sociedade de hoje, costuma-se convidar quem garanta lucro... recompensa... poder... fama... posição social... elogios...

- Jesus convida-nos a uma atitude de gratuidade...

Quando prestamos um favor a gente simples, gostamos de ouvir uma expressão: "Deus te pague!"

Sim, podemos dizer que o próprio Deus se torna o nosso grande fiador...

Sérgio Mendonça