Graciosa Online

Areia à vista - SOM

Abastecimento à Graciosa deve ser regularizado a partir da próxima semana



Há vários meses que o setor da construção civil está sem areia na Graciosa. 

Neste negócio privado, a Câmara Municipal optou pela diplomacia junto dos armadores e do governo. 

A embarcação está licenciada e já tem prevista a primeira viagem à ilha. 

Nas últimas semanas chegaram pequenas quantidades que custaram 60 euros por metro cubico ao consumidor final. O dobro do preço geralmente praticado na ilha. 

O Presidente da autarquia, Manuel Avelar, confessa que chegou a equacionar outras formas de apoiar o transporte. 

A Graciosa tem várias dezenas de trabalhadores na construção civil, sobretudo em reparações mas também em novas habitações. Em 2019 foram emitidas 9 licenças para novas habitações no concelho, e 3 nos meses de janeiro e fevereiro de 2020. 


Reportagem Antena 1: