Graciosa Online

Consciencialização - VÍDEO

Ruas da Graciosa mais vazias numa luta de todos por todos



Os graciosenses não foram diferentes. 

Aos primeiros alertas alguns não ligaram, outros continuaram a viajar e muitos encheram os corredores dos supermercados. Mas, à medida que os casos de covid19 foram surgindo no país, o movimento nas ruas foi diminuindo. 

Estão suspensas todas as atividades em espaços públicos e foram adoptadas as recomendações nos vários serviços. 

Nos supermercados as entradas são limitadas e controladas as distâncias entre clientes e funcionários. 

Alguns restaurantes fecharam e outros implementaram o serviço de take away

Na única farmácia da ilha e noutros serviços de atendimento presencial, só entra um utente de cada vez. 

Os cafés fecham mais cedo e a procura é cada vez menor. 

A Graciosa é das ilhas mais pequenas e sem hospital. Portanto, todo o cuidado é pouco e os apelos nunca serão demais. 

Nesta fase, o mais importante é os graciosenses estarem conscientes de que esta ameaça diz respeito a cada um... e a todos.