Graciosa Online

Cozinha inaugurada

Vasco Cordeiro destaca parcerias no apoio social

Cozinha inaugurada


O Presidente do Governo destacou hoje as parcerias com as Instituições Particulares de Solidariedade Social e Misericórdias dos Açores, que garantem aos Açorianos perto de 700 valências em toda a Região, e defendeu que as instituições também devem, cada vez mais, reforçar as parcerias entre si. 

“Cada vez mais, com as dinâmicas das sociedades modernas, interessa que sejamos capazes de abrir caminho neste domínio de parcerias entre as instituições particulares de solidariedade social”, afirmou Vasco Cordeiro. 

O Presidente do Governo falava na inauguração da nova cozinha da Santa Casa da Misericórdia de Santa Cruz da Graciosa, um investimento de cerca de 800 mil euros que serve não só o Serviço de Apoio Domiciliário, mas também as restantes valências existentes na instituição, como a creche, o jardim-de-infância, o centro de atividades ocupacionais e o lar de idosos. 

Este caminho de reforço das parcerias entre as instituições, afirmou Vasco Cordeiro, “tem uma parte que pode ser impulsionada pelo Governo”, mas prende-se, naturalmente, com a motivação e com o interesse da parte das próprias instituições. “É fundamental para a otimização de recursos, mas também para o aumento da oferta existente na Região. 

O investimento que uma instituição faz pode, perfeitamente, servir para acomodar as necessidades de outra instituição. Um investimento que o Governo dos Açores apoia numa instituição pode, naturalmente, servir para utentes de outra instituição”, sublinhou. 

De acordo com Vasco Cordeiro, esse é um trabalho que, tendo uma componente essencial da parte da intervenção pública, passa, assim, pela disponibilidade e pela vontade das instituições privadas, cabendo ao Governo incentivar este processo, que resultará em benefício de todos. 




No segundo dia da visita estatutária à ilha Graciosa, o Presidente do Governo salientou também as parcerias existentes entre o Executivo e as Misericórdias e Instituições Particulares de Solidariedade Social, que permitem disponibilizar cerca de 700 valências nos Açores, com vista à concretização do objetivo comum de servir os Açorianos. 

“Nós não conseguiríamos, enquanto Governo e enquanto Região, desenvolver estas políticas sociais sem formar parcerias com as Santas Casas da Misericórdias e com as outras Instituições Particulares de Solidariedade Social que, na prossecução dos seus próprios objetivos, convergem para o objetivo último e comum que é servir”, destacou. 

Relativamente à nova cozinha da Santa Casa da Misericórdia de Santa Cruz da Graciosa, Vasco Cordeiro considerou que se trata de um investimento que se enquadra na aposta que tem sido concretizada desde a primeira hora ao nível das políticas sociais, e que passa por “apoiar aqueles que, entre nós, estão numa situação que necessitam de um maior apoio”. Nesse sentido, referiu que, na atual legislatura, o investimento na construção e remodelação de equipamentos sociais nas áreas da infância e juventude, idosos e família e comunidade, ascenderá a cerca de 40 milhões de euros. 



Fonte: GaCS