Graciosa Online

Espírito novo

João Costa satisfeito com abertura do governo para o diálogo e concertação

Espírito novo


“Da parte do PSD, estamos satisfeitos com a abertura, a disponibilidade, o espírito de diálogo e concertação demonstrado pelo Governo Regional na apresentação dos documentos e com a apresentação de cada uma das áreas por parte dos senhores secretários”, declarou João Bruto da Costa. 

O deputado falava aos jornalistas na Assembleia Regional, na cidade da Horta, após as audições aos membros do Governo dos Açores, no âmbito do Plano e Orçamento da região para 2021. Para o social-democrata, as audições demonstraram uma “nova forma de estar na governação” e uma “nova forma” de o Governo Regional “encarar a relação com o parlamento”. 

“Este Governo Regional quer, sobretudo, e demonstrou isso, através do diálogo e da concentração com todos os grupos e representações parlamentares, trazer melhores soluções”, assinalou. Bruto da Costa salientou que o executivo açoriano, liderado pelo social-democrata José Manuel Bolieiro, pretende apresentar um Plano e Orçamento que dê “garantias de execução”. 

“É isso que é importante marcar a diferença com o passado: não simplesmente inscrever verbas, mas inscrever verbas que se pretende executar e que não fiquem por executar”, realçou. O parlamentar enalteceu a “inovação” de aquelas audições terem tido transmissão online, o que representa uma evolução na “transparência e na comunicação do parlamento com a sociedade açoriana”, considerou. 

Questionado se o PSD/Açores irá apresentar propostas de alteração ao Plano e Orçamento, Bruto da Costa respondeu que o partido irá “preparar as jornadas parlamentares nas próximas duas semanas” onde irá fazer uma “análise exaustiva” dos documentos. “Se for o caso, houver necessidade e se revelar de melhoria e que possam ter apoio maioritário no parlamento, naturalmente que vamos apresentar as nossas propostas se assim for decidido nas jornadas parlamentes”, apontou. 

Durante esta semana decorreram, na cidade da Horta, no Faial, as audições aos membros do Governo Regional, de coligação PSD/CDS-PP/PPM (com o apoio parlamentar do Chega e Iniciativa Liberal), no âmbito do Plano e Orçamento da região para 2021. 


Fonte: LUSA