Graciosa Online

"Finalmente justiça"

Deputado do PSD satisfeito pelo governo corrigir uma "discriminação"

Finalmente justiça


O parlamento açoriano aprovou esta tarde, por unanimidade, um projeto de resolução do PSD para que a Ilha Graciosa seja integrada numa eventual operação da Atlânticoline para 2020. 

Segundo o deputado João Bruto da Costa “fez-se, finalmente, justiça”, repondo “um direito que foi retirado aos graciosenses há 3 anos, quando foi chumbada a integração da ilha da Linha Lilás da Atlânticoline”, avançou. 

O social democrata manifestou “grande satisfação” com a aprovação, afinal “o PSD nunca desistiu de lutar para que esta realidade acontecesse, o que é naturalmente extensivo à população da Graciosa, que nunca se acomodou”, referiu. 

“O Governo e o Parlamento reconheceram, finalmente, a discriminação de que estava a ser alvo a Graciosa, aprovando unanimemente que a empresa pública regional que faz o transporte marítimos de viaturas e passageiros não estava a atuar de forma coerente”, frisou. 

O deputado do PSD lembrou que, “quando o governo anunciou o cancelamento da operação sazonal dos navios para este ano, ficou em aberto a realização de ligações entre as ilhas do Faial, Pico, São Jorge e Terceira, caso existissem condições para esse efeito”. 

“Isso iria deixar novamente a Graciosa de fora, pelo que o PSD pediu imediatamente explicações sobre o assunto”, lembrando que “a coesão social e territorial é um desígnio irrenunciável do projeto autonómico”. 

“A existência de uma rede de transportes marítimos que aproxime as ilhas e potencie a mobilidade é imprescindível para a existência de um verdadeiro mercado interno”, sublinhou João Bruto da Costa. 

O social democrata concluiu, lembrando que a Graciosa produz uma série de bens, “nomeadamente meloas, alhos, queijadas, entre outros, que necessitam de uma boa rede de escoamento no período de verão, sendo que que o transporte aéreo não resolve todas as necessidades dos produtores locais”. 



Fonte: PSD Açores