Graciosa Online

Ligações aéreas

PSD considera que as falhas atrasam o desenvolvimento da Graciosa

Ligações aéreas

O PSD/Graciosa considerou hoje que “todas as falhas existentes em torno das ligações aéreas para a nossa ilha impedem ou atrasam o desenvolvimento local”, referindo-se “a uma realidade que, estando mal servida por transportes marítimos, depende em quase 100% dessas ligações aéreas no seu dia a dia. É isso que acontece na Graciosa”, adiantaram.

Segundo António Reis, presidente da comissão política de ilha, “as reivindicações dos graciosenses são conhecidas e, nesta altura do ano, a nossa preocupação tem a ver também com o turismo, com os poucos turistas que ainda cá chegam, e com as dificuldades que encontram”, refere. “2018 foi um ano dramático.


É uma opinião geral, e isso prejudicou-nos ao nível do nosso melhor turismo, que são os nossos emigrantes”, referiu o social democrata. “Houve de tudo, e se já temos poucos [turistas] a vir, com as dificuldades que encontram, desde os preços elevados às ligações demoradas [no caso da Azores Airlines com a Região], e a uma grande falta de informação, no ano seguinte ainda vêm menos”, afirma António Reis. 

“Isso acontece especialmente com os emigrantes que não são de primeira geração – esses sim, são um público muito fiel -, e que não se sujeitam a todos os problemas citados. Acabam por nem querer regressar”, acrescentou O PSD local lembrou ainda os doentes deslocados, “que vivem momentos dramáticos, pois os cancelamentos e a dificuldade em fazer reservas para os voos, fazem com que muitas vezes percam consultas ou tratamentos nas outras ilhas. E esse é um outro drama, que não está a ser resolvido”, concluem. 


Fonte: PSD Açores