Graciosa Online

Perguntas da Luz

George Ortins participa na Reunião Publica da Câmara Municipal

Perguntas da Luz



O Presidente da Junta de Freguesia da Luz, George Ortins Lobão, participou, no Período de Intervenção do Público, na Reunião Pública Ordinária da Câmara Municipal de Santa Cruz da Graciosa, que decorreu no edifício dos Paços do Município, nesta quianta-feira, 29 de setembro. 

George Ortins solicitou o "apoio e a colaboração da Câmara Municipal para a aquisição de um terreno para a ampliação do cemitério da freguesia da Luz e de um terreno para a construção de um Parque Infantil, infraestrutura esta última da qual a freguesia da Luz necessita e não a tem, tendo dado conhecimento ao executivo camarário que os terrenos que foram pensados para as referidas infraestruturas são do mesmo proprietário, tendo em conta que a Junta de Freguesia não tem recursos financeiros para aquisição dos mesmos". 

Também de acordo com uma nota de imprensa da Junta de Freguesia da Luz, o autarca "questionou o ponto da situação do projeto candidatado à GRATER, pela Câmara Municipal, para a aquisição de viaturas para apoio às Juntas de Freguesia e festividades da ilha. George Lobão solicitou, também, a informação sobre se já estão agendadas as intervenções nas Casas das Lavadeiras da Folga e do Carapacho, na freguesia da Luz. Pediu, também, a intervenção do Município na Canada dos Amarelos, na freguesia da Luz, demonstrando a sua grande preocupação, pois o Senhor Presidente da Câmara Municipal, na última Assembleia Municipal, na sua lista de prioridades para a intervenção da Câmara Municipal em Canadas, não mencionou nem incluiu como sendo urgente a intervenção na Canada dos Amarelos". 

Por outro lado, o Presidente da Junta de Freguesia da Luz "questionou se o executivo camarário está a pensar aumentar o apoio às festividades da ilha Graciosa, tendo em conta as elevadas despesas com a questão dos direitos de autor e PassMúsica, que consomem praticamente todo o valor do subsídio atribuído pelo Município às festividades. No que diz respeito às coletividades da ilha e à extrema importância das mesmas, George Ortins Lobão manifestou a sua preocupação, afirmando que a Câmara Municipal tem de ter atenção às coletividades e acarinhá-las, mencionando alguns exemplos, como foi o caso do apoio à deslocação da Filarmónica União Popular Luzense ao Norte de Portugal Continental, onde realizou concertos em várias cidades e participou numa procissão, com a atribuição de apenas uma passagem aérea, o que é um valor irrisório, sendo que a Junta de Freguesia da Luz teve de substituir-se à Câmara Municipal ao apoiar a Filarmónica União Popular Luzense com a atribuição do apoio na aquisição de 10 passagens aéreas. George Ortins Lobão referiu, também, o exemplo da obra da nova sala de ensaios e sala de aulas da Escola de Música da Filarmónica União Popular Luzense, orçamentada em pouco mais 85 mil euros, tendo sido apoiada pelo executivo anterior e, sobretudo, pelo Governo Regional dos Açores, mas que do atual executivo foi apoiada apenas em 500 euros para aquisição de 60 cadeiras, o que pagou apenas 3 cadeiras, atendendo à qualidade das cadeiras que foram adquiridas". 

O autarca luzense afirmou, ainda, que "se o executivo for reunir-se na sede daquela instituição, com o apoio atribuído à Filarmónica da Luz, não teria cadeiras para todos os Vereadores se sentarem". 


RESPOSTAS

Em resposta às preocupações manifestadas pelo Presidente da Junta de Freguesia da Luz, adianda ainda a referida nota de imprensa, o Vice-Presidente desta Câmara Municipal "afirmou que, na última reunião que teve com a Junta de Freguesia da Luz, no âmbito da Visita Oficial da Câmara Municipal à Freguesia da Luz, foi assumido o compromisso, pela Câmara Municipal, de adquirir um terreno, para a ampliação do cemitério da freguesia da Luz, e que há a possibilidade do Município fazer um bom negócio com a aquisição dos terrenos para a ampliação do cemitério da freguesia da Luz e para a construção de um parque infantil, o que permitirá à Junta de Freguesia poder candidatar-se a fundos para a construção de um parque infantil, que poderão ser comparticipados quase na sua totalidade". 


"Adolfo Vasconcelos, vincou a intenção do Município intervir no património municipal, que entende ser de grande valor, que são as Casas das Lavadeiras na Freguesia da Luz, tendo adiantado que o executivo já pediu um orçamento para a intervenção urgente a efetuar na Casa das Lavadeiras da zona da Folga/Pedreiras, sendo que é uma obra que vai avançar brevemente, devendo iniciar-se em outubro ou novembro deste ano, mas não se comprometeu com datas. O Senhor Vice-Presidente mencionou que a Casa das Lavadeiras da Folga/Pedreiras está em muito mau estado de conservação, praticamente toda podre, pelo que merece uma intervenção urgente", acrescenta. 

"Relativamente ao apoio às coletividades, o Senhor Vice-Presidente referiu que é compromisso do atual executivo a elaboração de um regulamento, no futuro, que regulamente e melhor defina os critérios para os apoios às coletividades. No que concerne ao subsídio às festividades, o Sr. Vice-Presidente deu como bom exemplo o aumento do valor do apoio atribuído às festas de freguesia/paróquia, que aumentou em 200 euros, tendo demonstrado a sua opinião, defendendo que os valores praticados referentes aos direitos de autor são muito exagerados, ainda para mais numa ilha com pouco mais de quatro mil habitantes. Quanto à Canada dos Amarelos, o Sr. Vice-Presidente da Câmara Municipal explicou que “está mais difícil do que nos outros lugares, tendo em conta que é uma intervenção que implica cedências de terrenos”. 

"Quanto às viaturas candidatadas ao apoio da GRATER, o Senhor Vice-Presidente referiu que o processo ainda está a decorrer", termina.