Graciosa Online

Rede valorizar

Presidente do Governo entregou diplomas a 28 graciosenses

Rede valorizar


O Presidente do Governo enalteceu hoje, na ilha Graciosa, o esforço e o empenho dos cerca de 12.500 Açorianos que, nos últimos 10 anos, apostaram no reforço das suas qualificações, no âmbito dos cursos de formação e certificação da Rede Valorizar.

“Em 10 anos, estamos a falar de uma média, por ano, de 1.250 Açorianos que agarraram esta oportunidade e que, por essa via, viram melhoradas as condições para a sua empregabilidade”, afirmou Vasco Cordeiro na entrega de 28 diplomas dos cursos ABC – Aquisição Básica de Competências do 3.º ciclo e de certificados da formação em Inglês a formandos da ilha Graciosa.

No primeiro de três dias da visita estatutária do Governo a esta ilha, Vasco Cordeiro considerou ainda que a redução sustentada da taxa de desemprego e, paralelamente, o aumento que se vem verificando da população ativa e da população empregada “não acontece por milagre”. “Isso tem acontecido por dois motivos: primeiro, porque existem estas oportunidades que correspondem a medidas e a ações que o Governo disponibiliza para serem aproveitadas, mas acontece, sobretudo, porque, há semelhança dos 28 Graciosenses que hoje receberam aqui os seus diplomas, por toda a Região houve 12.500 Açorianos que responderam presente a esta oportunidade”, sublinhou o Presidente do Governo.

De imediato, arrancará na Graciosa uma nova turma do processo de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências (RVCC), com 25 formandos, assim como um curso de Inglês para 20 Graciosenses, que terá o seu início já no mês de março. 

“Quarenta e cinco novos formandos até março. Isso quer dizer muito, sobretudo em relação à consciência de cada um desses formandos de poder aproveitar estes cursos para a valorização das suas competências, seja naquilo que são os cursos ABC de reconhecimento de competências, seja no que tem a ver com a certificação em inglês”, destacou. 

A Rede Valorizar é disponibilizada pelo Governo dos Açores com o objetivo de assegurar a cidadãos maiores de 18 anos uma oportunidade de qualificação e certificação, de nível básico, secundário e profissional.


Fonte: GaCS