Graciosa Online

Sempre disponível

Luís Aguiar regressa como maestro à Filarmónica da Luz

Sempre disponível


Luís Aguiar voltou à Filarmónica União Popular Luzense (FUPL), onde iniciou a sua atividade como maestro em 1997, para substituir o professor André Simas que está a trabalhar nas Lajes do Pico neste ano letivo. 

O Graciosa Online sabe que o ensaio da apresentação aos músicos será na próxima terça-feira. 
 
André Simas esteve na Filarmónica União Popular Luzense nos últimos 2 anos, sendo responsável por um projeto de renovação que já dá frutos.  

Para dar continuidade ao trabalho, a direção da FUPL, presidida pelo músico João Santos, escolheu o ex. maestro da Sociedade Filarmónica União Praiense (onde se mantém como executante) pelas qualidades humanas de “pessoa humilde” e generosa. Aliás, sempre que solicitado, Luís Aguiar tem colaborado com as outras bandas, sobretudo a FUPL e a Filarmónica União Progresso de Guadalupe. 

Natural da Vila da Praia, o maestro graciosense nasceu numa família de músicos e iniciou os seus estudos musicais em 1985 com o Mestre Romão, tendo ingressado na Sociedade Filarmónica União Praiense nesse mesmo ano como clarinetista. 

Possui o 8º Grau nas disciplinas de Formação Musical e Clarinete ministrados com aproveitamento pela Academia Musical da Ilha Graciosa.

Deu aulas na escola da Sociedade Filarmónica União Praiense durantes vários anos e participou em várias gravações para a RTP e RDP com a SFUP. 

Possui o Certificado de Formador, válido exclusivamente para o sistema de educação extra-escolar.

Luís Aguiar foi maestro da Filarmónica União Popular Luzense de 1997 a 2009, tendo sido convidado pela direção presidida por Emanuel Medeiros. 

De 1998 a 2008 participou no Projeto Orquestra Lira Açoriana da responsabilidade do Governo Regional dos Acores, estando presente na Expo 98 em Lisboa e Expo 2000 na Cidade de Hannover na Alemanha, além de vários concertos pelas ilhas dos Açores e Portugal continental. Em 1999 participou no Estagio da Orquestra Sinfónica Juvenil na ilha da Madeira. 

Possui o certificado de participação no 6º Encontro Internacional de Clarinete de Lisboa realizado na Escola de Musica do Conservatório Nacional, frequentando aulas ministradas pelos professores Walter Boeykens, J. Lawrie Bloom e Joan Enric Lluna, entre os dias 22 e 26 de Abril de 2003. 

Recebeu formação de clarinete em 2003 com o professor Manuel Jerónimo, professor da Escola Superior de Música de Lisboa. 

Luís Aguiar foi maestro da Sociedade Filarmónica União Praiense de 2006 a 2020. Durante este período participou no Estagio de Bandas Filarmónicas organizado pela Federação de Bandas Filarmónicas dos Açores realizado de 2 a 5 de Abril de 2013 pelo Maestro Hélio Soares. 

Participou também como formador no estágio organizado pela Filarmónica Imaculada Conceição de Nordeste, ilha de São Miguel, nos dias 19 a 22 de Janeiro de 2017, e no estágio promovido pela Sociedade Filarmónica União Praiense, ministrado pelo Maestro Hélder Bettencourt da ilha do Pico nos dias 6 a 9 de Abril de 2017. 

Ainda participou no Workshop Técnicas de Alexander, realizado nos dias 7 e 8 de Outubro de 2017, sob a orientação do professor Roberto Reveilleau, organizado pela Academia Musical da Ilha Graciosa, bem como no workshop de clarinete, realizado nos dias 8, 9 e 10 de Dezembro de 2017, sob a orientação do professor Taras Poustovgar, também organizado pela Academia Musical da Ilha Graciosa.

Luís Aguiar possui o curso de Direção de Orquestra com o Maestro Luís Clemente e Tristão Nogueira em 2010, promovido pela Federação de Bandas dos Açores na ilha Terceira. 

Atualmente, leciona na Academia Musical da Ilha Graciosa nas disciplinas de Clarinete e Saxofone. É também membro nos conjuntos musicais “Sonâmbulos” e “Bandilha”, Organista do Grupo Coral de Nossa Senhora da Luz e no Coro Juvenil de São Mateus, coralista no Coro de São Mateus e músico executante na Filarmónica União Progresso de Guadalupe.