Graciosa Online

SOS Cagarro

Redução de iluminação pública até 15 de novembro

SOS Cagarro


"COMUNICADO 

No seguimento do Plano de Ação da Reserva da Biosfera, que prevê uma redução da poluição luminosa no âmbito da campanha SOS Cagarro, o Serviço de Ambiente e Alterações Climáticas da Graciosa, informa toda a população, que ocorrerá uma diminuição da iluminação pública entre 15 de outubro e 15 de novembro, no período noturno, nas seguintes localidades: 

- Porto da Folga, Marginal do Carapacho, Avenida Rochela-Lagoa, Porto Comercial, Porto de São Mateus e Zona Industrial. 

Esta medida tem como objetivo minimizar a ameaça causada pela iluminação, permitindo que os jovens cagarros possam sair em segurança dos ninhos. 

Agradecemos a colaboração e compreensão de todos".


Campanha SOS Cagarro 2021 já a decorrer em todas as ilhas dos Açores 

O cagarro é a ave marinha mais icónica dos Açores, com um estatuto de conservação reconhecido internacionalmente. 

Esta campanha, visa a conservação desta espécie, envolvendo cidadãos e entidades, que participam em brigadas de salvamento de juvenis que, ao saírem dos ninhos, à noite, são afetados pela poluição luminosa. 

Com cerca de 75 por cento da população nidificante de cagarros a nível mundial, os Açores são a região do mundo que alberga mais casais reprodutores da espécie, fazendo da sua proteção e conservação uma responsabilidade de todos nós. Esta iniciativa, que se realiza desde 1995, é promovida pelo Governo dos Açores, através da Direção Regional dos Assuntos do Mar, em parceria com a Secretaria Regional do Ambiente e Alterações Climáticas, em cooperação com diversas entidades, e termina a 15 de novembro, altura em que os cagarros juvenis já não se encontram em situação de perigo. 

Durante este período, sempre que circular à noite, em estradas junto à costa, conduza com precaução, e sempre que encontrar um cagarro na estrada proceda da seguinte forma: 

 1. Aproxime-se lentamente do Cagarro, usando luvas; 

 2. Com calma cubra o corpo do Cagarro com um pano, casaco, manta ou toalha; 

 3. Sem o magoar ou apertar demasiado, segure o Cagarro pelo pescoço e pela cauda, de forma segura, envolvendo todo o seu corpo. Coloque-o cuidadosamente numa caixa de cartão. 

 4. Se possível, entregue-o aos Vigilantes da Natureza ou num ponto de recolha aderente (PSP, GNR, Bombeiros, etc.). Caso não seja possível, mantenha-o na caixa durante a noite, em local tranquilo e escuro; 

 5. Liberte o Cagarro na manhã seguinte, junto ao mar, pousando-o com cuidado no chão. A ave pode levar algum tempo a voar para o mar; ela iniciará a sua viagem quando se sentir preparada. 

 6. Registe o seu salvamento no Portal SOS Cagarro, contribuindo assim para o conhecimento científico da espécie. 

 7. Em caso de dúvida ligue para a Linha SOS Ambiente – 800 292 800 (gratuito 24 horas) 

Os participantes nesta campanha têm à sua disposição a aplicação "SOS Cagarro Móvel", que regista automaticamente a localização GPS da queda de cada animal, facilitando a recolha dos dados. Para mais informações, os interessados podem consultar a página do SOS Cagarro, em http://soscagarro.azores.gov.pt. 

Esta campanha conta com um extraordinário envolvimento da população, que participam em atividades de sensibilização e brigadas noturnas de salvamento desta espécie.