Graciosa Online

Verbas PRODIB - VÍDEO

Irregularidades corrigidas; PSD pede avaliação do Ministério Público



A Associação PRODIB organiza a Feira Taurina e o Festival Ilha Branca, nas Festas de Santo Cristo, com verbas transferidas pela Câmara Municipal. 

Daquela associação fazem parte dois vereadores e o filho do presidente da Câmara. Logo, Manuel Avelar não podia ter votado a transferência de verbas que em 2018 foram de 180 mil euros. 

O executivo corrigiu a situação em reunião extraordinária, na qual não esteve presente o presidente por motivo de férias. 

O relatório da Inspeção Regional também levanta questões relativas ao vencimento do presidente da Câmara e a despesas com refeições sem justificação legal. O autarca diz que tratou-se dum erro do técnico administrativo mas o dinheiro já foi reposto, esperando que sua imagem saia limpa deste processo. 

Entretanto, desde que está na oposição António Reis votou sempre contra as transferências para a PRODIB por entender que havia falta de transparência. Agora, o vereador do PSD defende uma avaliação do Ministério Público. 

O vereador social democrata também lamenta que a Câmara Municipal tenha pago mais de 9 mil euros por um parecer jurídico a um dos maiores gabinetes de advogados do país, quando tem nos seus quadros um jovem jurista. 

A Câmara Municipal está a preparar o contraditório e a resolver as inconformidades. Mas, pelo menos a discussão politica não deve ficar por aqui. 



O vídeo inclui as entrevistas ao presidente da Câmara e ao líder da oposição: